Mulher compra ‘mini porca’ de estimação e animal chega aos 250 kg

Lilica é criada como um pet, passeia na rua e dorme no mesmo quarto da dona

Quem nunca se encantou por um animalzinho de estimação? Rosângela Martins dos Santos, moradora de Peruíbe, no litoral sul de São Paulo, não apenas se encantou com a mini porca de uma amiga, como também quis ter um em sua casa. A mulher comprou o bichinho acreditando que pesaria cerca de 30 quilos, mas a porquinha Lilica cresceu mais que o esperado e chegou a 1,60 metros e 250 quilos, se alimentando por cinco quilos de comida por dia.

Rosângela chegou a receber uma proposta de R$ 1,5 mil para vender o animal, mas recusou devido ao espaço que Lilica conquistou em seu coração – Foto: Arquivo Pessoal/NDRosângela chegou a receber uma proposta de R$ 1,5 mil para vender o animal, mas recusou devido ao espaço que Lilica conquistou em seu coração – Foto: Arquivo Pessoal/ND

“Quando eu vi, eu fiquei louca, falei ‘ah que coisinha linda’, perguntei onde ela [sua amiga] arrumou. Ela disse que era daquelas porquinhas que não crescem, um cara amigo dela que vendeu. Aí eu fui lá no cara que estava vendendo e perguntei: ‘você tem certeza que ela vai ficar pequenininha?’ Aí ele falou ‘vai sim’. Então eu achei que não cresceria”, contou Rosângela ao portal Metropoles.

Rosângela chegou a receber uma proposta de R$ 1,5 mil para vender o animal, mas recusou devido ao espaço que Lilica conquistou em seu coração. “A porquinha não esta à venda, quem quiser comer, vai no frigorífico”, disse.

Embora Lilica tenha crescido bastante, a porquinha continua sendo criada como um animal de estimação. Sua rotina inclui passeios na rua. Além disso, ela gosta de comer frutas e legumes, aprendeu a fazer suas necessidades em locais específicos e dorme no mesmo quarto que Rosângela.

“A Lilica aprendeu a abrir geladeira, quebrou todos os vidros da minha geladeira para procurar a xepa dela. Quando ela vai lá e escuta o barulho do alarme da geladeira, ela sai correndo. Ela é muito esperta, mas se invocar que não vai entrar em casa, você pode matar ela, ela empaca e não entra”, finaliza Rosângela.

As informações são do portal O Povo.

+

Animais

Loading...