“Ô gigantesca, sucuri mãezona”: depois da refeição, cobra flutua dormindo em rio. Veja!

Sucuri gigantesca tira um tempo para "jiboiar" em rio do Pantanal e guia de turismo ecológico faz o flagrante em vídeo no Youtube

Acostumado a desbravar rios no Pantanal, o guia de turismo ecológico Vilmar Teixeira mantém um canal no Youtube onde publica seus vídeos. Nesta quinta-feira, após forte chuva na região, ele votou a um remanso, cujo localização ele evita divulgar. Em meio às águas barrentas Vilmar encontrou uma sucuri apagada, dormindo profundamente após o que seria um banquete.

Sucuri “mãezona” tira um tempo para “jiboiar” em águas de rio no Pantanal – Foto: ReproduçãoSucuri “mãezona” tira um tempo para “jiboiar” em águas de rio no Pantanal – Foto: Reprodução

É possível ver a barriga da cobra estufada, ainda em processo de digestão de sua caça. “Ô gigantesca, sucuri mãezona”, diz o agente ao se aproximar da sucuri. Assista!

“Ela comeu alguma capivara, porque aqui tem mais esse bicho do que porco do mato. Deve ter sido isso mesmo. Olha o tamanho da barriga!”, diz Vilmar.

De acordo com o guia, dependendo do tamanho da sucuri, ela pode levar entre 40 a 60 dias para digerir sua refeição como essa. Vilmar evita divulgar a localização da toca da “mãezona”, pois ele teme que turistas e curiosos interfiram na vida do animal.

+

Animais

Loading...