Obesidade animal: como saber se meu cão está acima do peso?

Aprenda como identificar sobrepeso animal e ajudar seu pet na perda de peso

A maneira mais fácil e rápida de identificar se seu pet está acima do peso ou obeso é levá-lo ao veterinário – Foto: DivulgaçãoA maneira mais fácil e rápida de identificar se seu pet está acima do peso ou obeso é levá-lo ao veterinário – Foto: Divulgação

A obesidade é uma das doenças mais recorrentes em animais de estimação e a sua identificação é uma das maiores preocupações dos tutores. O número de doguinhos com obesidade canina vem aumentando cada vez mais nos últimos anos.

As estimativas de cães acima do peso variam entre 30% e 40% entre cães domésticos brasileiros. Mas como identificar um cachorro gordo? E o mais importante: como ajudar o pet a perder peso?

Alguns sintomas de obesidade

No mundo canino, o peso ideal é definido pelo Escore de Condição Corporal – apelidado de ECC – Foto: DivulgaçãoNo mundo canino, o peso ideal é definido pelo Escore de Condição Corporal – apelidado de ECC – Foto: Divulgação

A maneira mais fácil e rápida de identificar se seu pet está acima do peso ou obeso é, com certeza, levá-lo ao veterinário. As causas mais comuns de cães obesos são a alimentação inadequada e/ou pouco exercício físico. Mas, enquanto você agenda a visita, você pode observar os seguintes sintomas:

  • Excesso de gordura corporal
  • Dificuldade para respirar
  • Fadiga Incapacidade ou falta de vontade de se exercitar
  • Sono e sedentarismo
  • Dificuldade para pular e se locomover

No mundo canino, o peso ideal é definido pelo Escore de Condição Corporal – apelidado de ECC, uma métrica que vai de 1 a 9 com critérios bem definidos, projetada especialmente para a estrutura corporal dos cachorros. Basicamente, a escala ajuda a identificar cães que estão gordos ou abaixo do peso.

De acordo com o ECC, um cachorro pode estar subalimentado, com peso ideal ou acima do peso. Cada uma das classificações exige cuidados diferentes e, por isso, é importante prestar atenção às formas de identificar um cachorro gordo ou abaixo do peso.

A escala do ECC é dividida em:

  • 1 a 3: Abaixo do peso – nessa classificação o pet apresenta vértebras, costelas e ossos dos quadris bem evidentes;
  • 4 a 6: Peso ideal – o pet apresenta costelas pouco ou nada visíveis, mas podem ser sentidas facilmente na palpação;
  • 7 a 9: Acima do peso – nesta avaliação o pet possui costelas pouco visíveis, e na palpação apresenta dificuldades em senti-las devido ao excesso de peso.

Dica: Para cães com um peso saudável, você deve sentir as costelas facilmente ao pressionar os dedos contra elas. Se tiver que pressionar para encontrar os ossinhos, seu cachorro pode estar acumulando mais gordura abdominal, outro grande indicador de sobrepeso.

Riscos para o seu pet

Somente um profissional qualificado pode recomendar melhor alimentação indicada, com as porções corretas e os exercícios adequados para seu pet – Foto: DivulgaçãoSomente um profissional qualificado pode recomendar melhor alimentação indicada, com as porções corretas e os exercícios adequados para seu pet – Foto: Divulgação

Também é possível identificar outros comportamentos animais não naturais, como fome excessiva e alimentação rápida, e possivelmente ansiedade. Além dos sintomas, essas são as consequências da obesidade.

Uma consequência é a diminuição do tempo de vida desses animais, que pode levar a doenças respiratórias, diabetes ou complicações cardíacas. Os tutores que desejam garantir a longevidade do seu animal devem mantê-lo no peso adequado!

É por isso que as visitas regulares ao veterinário são tão importantes. São elas que vão auxiliar o tutor nos cuidados com o pet e, consequentemente, no combate ao sedentarismo, ansiedade e também obesidade. Somente um profissional qualificado pode recomendar melhor alimentação indicada, com as porções corretas, os exercícios adequados e, ainda se necessário, medicamentos.

Naturalmente, algumas raças de cães sofrem outras desvantagens que podem levar à obesidade, incluindo hipotireoidismo, insulinoma e hiperadrenocorticismo.

Lembrando que a automedicação no animal é tão perigosa quanto em humanos e também pode resultar em mais complicações no organismo e até na morte do animal. Na hora de cuidar de um pet, tenha em mente que, em todas as fases de sua vida precisam de eventuais check-ups, as visitas ao veterinário necessitam ser periódicas.

Mas e agora, o que fazer?

Se seu amigo foi diagnosticado com obesidade canina, é hora de tomar algumas atitudes! Embora o sobrepeso em cães seja um problema comum e sério, é um dos problemas de saúde que, geralmente, é mais facilmente corrigido.

Converse com seu veterinário de confiança, pode ser que ele peça a  troca da dieta além de ajustar a porção que ele come. Também é importante sempre alimentar seu cão no mesmo horário todos os dias, para criar uma rotina metabólica e nunca exceda a quantidade diária recomendada, ein? Mesmo que ele faça aquela carinha fofa!

Ainda sobre sua alimentação, evite durante o processo de emagrecimento do pet, o fornecimento de petiscos industrializados. Ricos em gordura e carboidratos, essas delicinhas  podem tirar o apetite para a ração.

Aumente o exercício diário caminhando por mais tempo ou com mais frequência durante a semana e não esqueça de brincar bastante.

Além do tratamento especializado, alguns brinquedos foram desenvolvidos especificamente para cães com problemas de peso. Este é o caso dos comedouros ou potinhos de ração, que forçam uma alimentação mais devagar e, claro, mais divertida!

Alimentação saudável

Uma dieta equilibrada que fornece todos os nutrientes necessários é essencial para o processo de emagrecimento do seu pet – Foto: DivulgaçãoUma dieta equilibrada que fornece todos os nutrientes necessários é essencial para o processo de emagrecimento do seu pet – Foto: Divulgação

Falando em alimentação saudável, uma dieta equilibrada que fornece todos os nutrientes necessários é essencial para o processo de emagrecimento do seu pet. Para a zootecnista Maiara Vilvert, os produtos Nutricol se diferenciam dos demais no mercado pela alta tecnologia e profissionais qualificados e com larga experiência na área da nutrição compõem a equipa técnica.

Com uma ração balanceada, saborosa e nutritiva, a Nutricol oferece uma linha especial, Sidekick, que atende às necessidades de cada espécie animal. Buscando sempre priorizar o bem-estar animal e a satisfação do cliente.

Conheça mais sobre os produtos da Linha Sidekick e todos os produtos Nutricol para garantir qualidade de vida aos seus pets.

+

Sidekick: sempre ao lado do seu pet

Loading...