“Ouro flutuante” de R$ 10 milhões deixa pescadores milionários

Grupo de pescadores recebeu a tarefa de rebocar a carcaça de uma baleia para a praia. Dentro dela havia uma fortuna escondida

Pescadores do Iêmen encontraram um verdadeiro tesouro dentro da carcaça de uma baleia cachalote. Cerca de 130 quilos de âmbar-gris, algo como “vômito” do cetáceo, estavam lá esperando por eles. A substância é utilizada na fabricação de perfumes, como fixador, e tem valor considerável no mercado. De acordo com o The Independent, o achado vai render 1,1 milhão e libras – cerca de R$ 10 milhões – ao grupo.

Grupo que removeu a baleia cachalote morta – Foto: ReproduçãoGrupo que removeu a baleia cachalote morta – Foto: Reprodução

Após receber um aviso de que o cadáver do animal estava boiando, próximo ao Golfo de Aden, eles arrastaram o corpo até a costa. Abriram o corpo e assim encontraram o tesouro.

“O cheiro estava muito forte e tivemos a sensação de que havia alguma coisa naquela baleia”, disse um dos pescadores à BBC.

“Decidimos enganchar a baleia, levá-la até a costa e cortá-la para ver o que havia dentro de sua barriga e, sim, era âmbar-gris. O cheiro não era muito bom, mas o dinheiro…”

O âmbar-gris é conhecido como “ouro do vômito”, ou ainda “ouro flutuante”, formado no estômago dos cachalotes. É uma substância rara, difícil de ser encontrada, mas que costuma fazer milionários, principalmente pescadores.

O corpo da baleia cachalote e a fortuna em forma de âmbar no detalhe – Foto: ReproduçãoO corpo da baleia cachalote e a fortuna em forma de âmbar no detalhe – Foto: Reprodução

LEIA: Pescador de tainha encontra vômito de baleia e fica milionário

MAIS: Catador de lixo muda de vida após encontrar vômito de baleia

A fortuna vai ser dividida pelos pescadores, que ainda assim vão ter uma melhora considerável de vida. Um deles, em declaração ao portal Middle East Eye, afirmou que alguns vão comprar casas, enquanto outros pretendem se casar, agora que deixaram a miséria de lado.

+

Animais