A saúde bucal é extremamente importante e afeta a saúde geral e a longevidade de cães e gatos

Restos de carboidratos nos dentes fermentam e fazem a festa das bactérias, contribuindo para o surgimento de doenças. Duas coisas mantêm limpa a boca de cães e gatos: alimentação adequada e limpeza mecânica dos dentes.

Dentes 

A saúde bucal é extremamente importante e afeta a saúde geral e a longevidade de cães e gatos. Há tipos de mordidas (cruzadas), raças e portes (quanto menor, pior) que necessitam de mais atenção. O tipo de alimentação e de brinquedos também interfere na saúde bucal do pet e pode resultar em dentes, gengivas e animais mais ou menos saudáveis. Ossos e palitos de “couro digerível” são curtidos em soda cáustica, facilitando gastrites e não são digeríveis, já tendo engasgado e matado vários cães. Biscoitos para limpar os dentes fazem o oposto do prometido, pois também são cheios de carboidratos.

LUIZ MENDES/ND
Examine

É fundamental ensinar nossos animais a serem manipulados. Eles precisam nos deixar revirar seus corpos em busca de machucados, parasitas, alergias. Examine boca, ouvidos, patas e corpos diariamente desde o primeiro dia em que o cão/gato entrar na sua vida, acostumando-o a ser manuseado por tosadores e veterinários. A escovação diária facilita essa operação. Não precisa ser demorada e acalma o pet. Comece aos poucos, várias vezes ao dia e sempre recompense com elogios, carinho e/ou petiscos pequenos. Quanto menor a boca, mais difícil de mantê-la saudável.

Sinais

Fique de olho em dentes e gengivas e procure o veterinário caso note anormalidades como lesões/fraturas nos dentes, algum crescimento irregular de tecido, aspecto de inflamação ou falta de cor nas gengivas (sinal de anemia). Mau hálito é um sinal de que algo está errado, seja na boca ou no estômago. Perda de interesse em comer, roer ou brincar com a boca também demonstra que o pet precisa de consulta veterinária. Limpezas de tártaro não deveriam ser consideradas rotineiras, pois envolvem anestesias e são desnecessárias quando há controle da saúde bucal.

Alimentação

Restos de carboidratos nos dentes fermentam e fazem a festa das bactérias, contribuindo para o surgimento de doenças. Qual o principal ingrediente das rações secas oferecidas à maioria dos cães e gatos? Carboidratos, aos montes. Se seu pet é alimentado com ração seca, redobre os cuidados com sua higiene bucal, oferecendo ossos carnudos e crus com frequência (leia mais sobre eles no link http://cachor.ro/1ey0) ou adote a escovação diária. Duas coisas mantêm limpa a boca de cães e gatos: alimentação adequada e limpeza mecânica dos dentes. 

Escovação

Há diversos tipos de escovas e de pastas de dentes para cães e gatos. Ao escolher um modelo, considere o tamanho da boca e a sensibilidade da gengiva do pet. Escove com movimentos circulares pequenos para evitar machucar a gengiva. Como é bastante invasiva, a prática requer uma maior submissão do animal. Brigar e bater nunca adianta e só tornará a próxima vez mais difícil. Acostume-o aos poucos. Nunca use cremes dentais humanos. As opções de cremes palatáveis são melhor toleradas. Melhor e mais fácil do que forçar um hábito humano a animais é cuidar da alimentação e optar por alternativas que limpam os dentes naturalmente.

Fato

A partir do momento em que vamos para o oposto do que é natural para cães e gatos, ou seja, uma alimentação natural, composta principalmente de carnes, ossos e vísceras, acabamos precisando de métodos não naturais, como escovação de dentes e limpezas de tártaro, para garantir sua saúde. No link http://cachor.ro/1ey1 você conhece uma opção simples, barata e natural para ajudar gatos e cães de pequeno porte (os que mais têm problemas bucais) a manter a saúde de dentes e gengivas.

Loading...