Alimentação natural ou ração: qual escolher para o seu pet?

Descubra a melhor maneira de nutrir o seu bichinho de estimação

As rações industrializadas evoluíram muito nas últimas décadas – Foto: DivulgaçãoAs rações industrializadas evoluíram muito nas últimas décadas – Foto: Divulgação

Com o aumento do interesse por uma qualidade de vida cada vez maior para seus animais, a alimentação tem tomado um espaço especial na cabeça dos tutores de pets na hora de considerar o que é melhor para o seu bichinho.  Há quem preze pela praticidade na hora de comer e outros buscam métodos naturais. Se você ainda não sabe qual é a melhor escolha para o seu cão ou gato, nós te ajudamos!

“Ambas as formas de alimentação, natural ou industrializada, têm as suas vantagens e desvantagens. O que não podemos é diminuir uma no intuito de enaltecer a outra, passando a ideia ao tutor que só existe uma única e melhor opção”, explica a zootecnista e responsável técnica da Nutricol, Maiara Petri Vilvert.

As rações industrializadas evoluíram muito nas últimas décadas, são bastante completas e oferecem a variedade de nutrientes e equilíbrio que os pets precisam, além da rapidez e facilidade no dia a dia dos tutores. Os principais tipos de alimentos para animais de estimação no mercado hoje são dietas secas, dietas semi-úmidas e dietas úmidas (sachês ou enlatados). A principal diferença entre eles é a quantidade de água presente em cada categoria.

Rações secas e úmidas são os tipos mais comuns de alimentos para cães e gatos – Foto: DivulgaçãoRações secas e úmidas são os tipos mais comuns de alimentos para cães e gatos – Foto: Divulgação

Alimentação Natural

Essa escolha não significa alimentar o seu animal de estimação com as sobras do almoço e do jantar, como antigamente. Se você deseja fornecer uma dieta equilibrada, precisa sempre considerar carnes e vegetais selecionados de qualidade. Muitos proprietários acreditam que ao fornecer “comida caseira” aos seus animais de estimação, estão fornecendo “comida natural”, porém, os dois padrões alimentares são distintos. A grande diferença nesses casos é a composição e preparo da refeição.

“Não podemos confundir uma alimentação caseira com uma alimentação natural (AN) para pets. Na alimentação natural a dieta é elaborada por um profissional especializado em nutrição de cães e gatos, e o preparo dos alimentos devem ser de forma adequada seguindo as orientações do especialista”, conta Maiara.

Os ingredientes podem ser fornecidos cozidos ou crus. O processo de cozimento é essencial para retirar as impurezas, porém, também reduz significativamente a quantidade de nutrientes e exige um tempo maior de preparo. Essa escolha deve ser feita de acordo com as características do animal e a disponibilidade de tempo dos seus donos.

Lembre-se também que alguns alimentos são tóxicos para gatos e cachorros, portanto não devem constar no cardápio! Entre eles podemos citar: açúcar, frituras, temperos como cebola e alho, sal temperado, chocolate, batata crua ou frita, tomate verde, frutas cítricas, etc.

Na teoria, fica difícil encontrar algo contra na alimentação natural, mas para muitos tutores não é bem assim. Além de exigir dos donos bastante tempo ao longo da semana, a AN também requer visitas regulares ao veterinário para observar o estado nutricional do animal e ajustar a dieta, se necessário, além de idas periódicas ao supermercado.

Alimentação Industrializada

A ração, produto industrializado, é um alimento tradicional e prático. A industrialização tem como objetivo garantir um alimento seguro e nutricionalmente equilibrado. As rações, sejam elas secas, semi-úmidas e úmidas, evoluíram muito nas últimas décadas, são bastante completas e oferecem a variedade de nutrientes e equilíbrio que os pets precisam.

No mercado encontramos diversos tipos de rações, na qual os ingredientes constituintes vão dos mais nobres e ricos em nutrientes, de ótimo valor nutricional para cães e gatos, à ingredientes simples e de baixa digestibilidade. Segundo Maiara, “quanto mais premium for a ração, maior a adição de ingredientes de elevado custo pelos fabricantes, o que pode se tornar uma opção cara ao tutor, mas é garantia máxima de aproveitamento e absorção por parte do animal.”

“Com relação aos aditivos conservantes presentes na maioria dos produtos industrializados, tão criticados, precisamos esclarecer que os componentes adicionados nas dietas dos animais, são os mesmos utilizados nos produtos destinados ao uso humano”, explica a zootecnista. “Mas, caso o tutor veja isso como um problema, há no mercado opções de rações com antioxidantes naturais, por exemplo”, completa.

Para a Maiara, “no mundo dos alimentos industrializados há uma variedade imensa de rações secas e úmidas que atendem tanto as particularidades do pet, caso ele tenha, quanto ao ponto de vista do tutor.”

Proprietários devem pesar os prós e contras de cada regime alimentar – Foto: DivulgaçãoProprietários devem pesar os prós e contras de cada regime alimentar – Foto: Divulgação

De uma coisa estamos certos, o principal aliado das rações industrializadas é a praticidade, uma distribuição mais planejada por parte dos donos, que podem simplesmente adquirir produtos adaptados à idade e porte do pet, sem se preocupar com problemas profissionais.

Também facilita na hora de organizar o orçamento mensal, ter a opção de escolher entre alimentos econômicos, premium, premium especial e super premium. Oferecer um alimento que já vem balanceado, que não exige preparo e é amplamente aceito pelos pets, ainda parece ser a alternativa mais interessante para os tutores do século XXI.

Consulte um especialista

Não custa reforçar, escolher uma dessas dietas é fundamental consultar um especialista, pois ele poderá indicar o número de refeições da maneira mais adequada. Além disso, se você quiser mudar de um tipo de dieta para outro, um profissional da área também pode lhe dizer como fazê-lo corretamente, evitando mudanças bruscas que podem causar problemas e sintomas desagradáveis ​​nos animais.

Consultar um especialista é essencial para animais que passam por transições alimentares – Foto: DivulgaçãoConsultar um especialista é essencial para animais que passam por transições alimentares – Foto: Divulgação

Portanto, cada proprietário deve pesar os prós e contras de cada regime alimentar e escolher o que melhor se adapta ao seu estilo de vida e do seu animal. É importante enfatizar novamente que o envolvimento de especialistas é essencial para os animais que passam por essa transição alimentar.

Dieta Equilibrada

Para a zootecnista Maiara Vilvert, os produtos Nutricol se diferenciam pela combinação e qualidade dos ingredientes, disponibilizando nas doses ideais os nutrientes que beneficiam a saúde de seu pet. E para isso conta com profissionais qualificados e com  experiência na área da nutrição em sua equipa técnica.

Com uma ração balanceada, saborosa e nutritiva, a Nutricol oferece uma linha especial, Sidekick, que atende às necessidades de cada espécie animal. Buscando sempre priorizar o bem-estar animal e a satisfação do cliente.

Conheça mais sobre os produtos da Linha Sidekick e todos os produtos Nutricol para garantir qualidade de vida aos seus pets.

+

Sidekick: sempre ao lado do seu pet

Loading...