Atacada por jararaca: saiba como está a cadela Zaara, dos bombeiros de Brusque

Ela sofreu a picada enquanto trabalhava nas buscas por idosa em Campo Alegre

Zaara, uma simpática cadela que atua junto ao Corpo de Bombeiros de Brusque, deu um susto na guarnição e no seu tutor na última terça-feira (18). Durante as buscas pela idosa Lamya Selenica, que está desaparecida há quase 15 dias, em Campos Novos, sofreu uma picada de jararaca e precisou de atendimento veterinário urgente. Mas a notícia é boa, já que a guerreira Zaara conseguiu resistir e está se recuperando em Brusque.

Zaara quando foi picada por jararaca em Campo Alegre – Foto: CBMSC/Divulgação/NDZaara quando foi picada por jararaca em Campo Alegre – Foto: CBMSC/Divulgação/ND

Segundo o Corpo de Bombeiros, a cachorrinha está fora de perigo, sendo monitorada constantemente e “paparicada”, como sempre. Ainda assim, Zaara teve algumas alterações hepáticas em virtude do veneno, e precisará ficar em repouso pelos próximos 30 dias. Depois disso, será reavaliada para identificar se poderá voltar à “ativa” novamente.

Zaara, cadela dos bombeiros, está se recuperando em Brusque – Foto: CBMSC/Divulgação/NDZaara, cadela dos bombeiros, está se recuperando em Brusque – Foto: CBMSC/Divulgação/ND

Como aconteceu a picada

Por volta das 16h da última terça-feira (18), Zaara e seu tutor estavam fazendo buscas pela idosa na mata, em área de pinos. O bombeiro acompanhava a cadela à certa distância, enquanto ela farejava.

Em dado instante, ele percebeu que Zaara deu um salto e arrastou o focinho no chão. Foi quando se aproximou, e viu a picada. Em pouco tempo a região da mordida começou a inchar, Zaara começou a apresentar dificuldades respiratórias e taquicardia. Por sorte o bombeiro tinha consigo soro antiofídico, fazendo a aplicação imediatamente.

Na sequência, a cachorrinha foi conduzida às pressas a uma clínica veterinária de São Bento do Sul. Ela ficou em observação, até 14h30 do dia seguinte (19), quando já sem risco de morte foi liberada para retornar a Brusque. Desde então, a cachorrinha tem recebido todos os cuidados e está bem.

Buscas por Lamya

O caso da idosa Lamya Selenica, que desapareceu em Campo Alegre, chamou a atenção na cidade do Planalto Norte de Santa Catarina. E nesta semana, quase 15 dias após o desaparecimento, a situação pode chegar a um desfecho triste.

Isso porque na tarde de segunda-feira (24), um corpo em avançado estado de decomposição foi encontrado no bairro Fragosos, uma das áreas em que o Corpo de Bombeiros Militar fez buscas pela vítima de 62 anos em oito dias de força-tarefa, até a suspensão pela falta de atualizações.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Pets

Loading...