Revelada causa da morte de baleia-jubarte que encalhou em praia de Florianópolis

O animal foi encontrado neste domingo (8) encalhado e morto na praia da Cachoeira do Bom Jesus, no Norte da Ilha

Um exame necroscópico realizado na manhã desta segunda-feira (9) revelou o que pode ter causado a morte de uma baleia-jubarte (Megaptera novaeangliae). O animal foi encontrado neste domingo (8) encalhado e morto na praia da Cachoeira do Bom Jesus, em Florianópolis.

Baleia-jubarte encontrada em praia de Florianópolis tem possível causa da morte revelada – Foto: Nilson Coelho/ R3 Animal/ Divulgação/NDBaleia-jubarte encontrada em praia de Florianópolis tem possível causa da morte revelada – Foto: Nilson Coelho/ R3 Animal/ Divulgação/ND

Segundo a presidente da R3 Animal e coordenadora do PMP-BS (Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos), em Florianópolis, veterinária Cristiane Kolesnikovas, a baleia-jubarte era uma fêmea juvenil, entre 1 e 2 anos de idade. O animal media 7,73 metros de comprimento e tinha um grande hematoma na região dorsal.

“Apesar do avançado estágio de decomposição, foi possível observar um grande hematoma na parte dorsal do animal, que se estendia desde a região da cabeça até a parte torácica. Esse hematoma provavelmente foi causado por uma colisão e pode ter levado o animal a óbito”, explica a médica veterinária.

Após a necropsia a baleia foi enterrada na praia com o auxílio de uma máquina retroescavadeira cedida pela diretoria de serviços e manutenção da Prefeitura de Florianópolis.

Essa é a 11ª baleia-jubarte avistada morta na Ilha de Santa Catarina neste ano, embora apenas seis encalharam em locais onde foi possível realizar a necropsia.

Baleia-jubarte foi enterrada com ajuda de retroescavadeira – Foto: Nilson Coelho/ R3 Animal/ Divulgação/NDBaleia-jubarte foi enterrada com ajuda de retroescavadeira – Foto: Nilson Coelho/ R3 Animal/ Divulgação/ND

Baleias-jubarte em SC

O PMP-BS Área SC/PR, atua desde 2015 monitorando diariamente a costa litorânea de Laguna, até Guaraqueçaba, no Paraná, em busca de animais marinhos encalhados. Neste ano já registrou 28 baleias-jubarte sem vida nas praias, contando com essa.

Mas, segundo levantamento do Projeto de Baleia Jubarte, 38 indivíduos foram avistados mortos em Santa Catarina e seis no Paraná, nem todos encalharam. Nesta época do ano, as baleias-jubarte estão no ciclo migratório no litoral brasileiro e a principal área de concentração fica em Abrolhos, entre os estados da Bahia e Espírito Santo.

Ao avistar uma baleia viva nadando em nosso litoral é importante que as embarcações sigam a legislação e mantenham uma distância mínima de 100 metros do animal, evitando interromper o deslocamento das baleias ou estressá-las.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Animais

Loading...