Tubarões ‘desaparecem’ de Balneário Camboriú; entenda o motivo

Ambientalista explica o que fez tubarões não retornarem à cidade após conclusão do alargamento da faixa de areia da praia Central

Pelo menos 30 tubarões foram avistados entre os meses de agosto e outubro deste ano em Balneário Camboriú no Litoral Norte de Santa Catarina, mais especificamente na praia Central, onde aconteceu a megaobra de alargamento da faixa de areia.

A obra que triplicou a faixa de areia, contou com um equipamento altamente tecnológico que veio dos Emirados Árabes, a draga Galileo Galilei, responsável por tirar areia da jazida e transportar o sedimento até a faixa de areia.

Tubarões “desaparecem” de Balneário Camboriú e ambientalista explica o porquê – Foto: Reprodução/InternetTubarões “desaparecem” de Balneário Camboriú e ambientalista explica o porquê – Foto: Reprodução/Internet

A draga Galileo Galilei transportou mais de 1,5 milhão de metros cúbicos de areia do mar até a orla da praia Central. Foram de 12 a 15 mil m³ de areia por dia. O equipamento ficava a 15km da orla.

O equipamento finalizou os trabalhos e partiu de Balneário Camboriú no último dia 31 de outubro. A draga partiu em direção ao Porto de Paranaguá, no Paraná, onde seria abastecida e depois para Santos, em São Paulo, onde passaria por um período em manutenção.

Draga Galileo Galilei deixa Balneário Camboriú – Foto: Secom BC/DivulgaçãoDraga Galileo Galilei deixa Balneário Camboriú – Foto: Secom BC/Divulgação

Em todo mês de novembro não houve relatos ou flagrantes de tubarões em Balneário Camboriú ou outras regiões do Litoral Norte de Santa Catarina, o motivo seria justamente a ausência da draga Galileo Galilei.

O ambientalista André Neto, que atua no Oceanic Aquarium de Balneário Camboriú explicou um dos motivos que teriam feito os animais “desistirem” da cidade.

“Os animais não voltaram a aparecer devido ao fim da movimentação de sedimento. A hipótese mais provável para o fato é: como não há remoção e manejo de sedimento, não temos também a aparição de micro e macro fauna bentônica marinha que servia de alimento aos peixes e por sequencia aos predadores maiores como os tubarões”, destacou.

Tubarões e animais estranhos

O alargamento da praia Central de Balneário Camboriú revelou os animais marinhos que vivem no Litoral Norte de Santa Catarina. Em um mês, foram avistados por três vezes tubarões na praia Central, onde ocorrem as obras de engordamento da faixa de areia.

O mais surpreendente foi com um surfista que se assustou ao se deparar com um tubarão pequeno na praia. Pita contou sobre o encontro assustador nas redes sociais e a experiência teve repercussão nacional.

Só em 2021 esta é a segunda vez que tubarão aparece na praia Central de Balneário Camboriú – Foto: Reprodução/InternetSó em 2021 esta é a segunda vez que tubarão aparece na praia Central de Balneário Camboriú – Foto: Reprodução/Internet

Em 16 de setembro um tubarão da espécie martelo foi filmado perto do molhe da Barra Sul por um vendedor de churros. Outro vídeo, mostra o que seria um tubarão azul encalhado na praia e um banhista o puxa de volta para o mar, neste último, não há nada que realmente prove que o local em questão é Balneário Camboriú.

Outros animais estranhos também chamaram a atenção na faixa de areia da praia Central de Balneário Camboriú, como uma espécie de largada estranha e uma minhoca que mudava de cor ao ser tocas.

Veja os assuntos que bombaram em Balneário Camboriú – Foto: Reprodução/Internet/NDVeja os assuntos que bombaram em Balneário Camboriú – Foto: Reprodução/Internet/ND

Já no caso dos tubarões, o mistério e mitos que rondam estes animais é antigo e alimenta o imaginário das pessoas sobre a natureza destes animais. Mas fato é que nem todos os tubarões são sanguinários e atacam deliberadamente quem encontram pela frente.

Federico Argemi, biólogo do Oceanic Aquarium e que por muitos anos trabalhou no Zoológio e Aquário Temaiken, na Argentina, além de ser membro da ALPZA (Associação Latino-Americana de Parques, Zoológicos e Aquários), explica o mito no imaginário social que esses animais repercutem na sociedade.

Que bicho é esse? Banhistas estranham animais em praia de Balneário Camboriú

“Não podemos esquecer que durante os anos 70 os tubarões eram um ícone de ataque às pessoas com o filme Tubarão (JAWS), isso nos deixa com um sentimento de medo para um grupo de espécies sobre as quais sabemos pouco, os tubarões-brancos. Muito longe da realidade”, explica Argemi.

Jules Soto, curador do museu de oceanografia da Univali (Universidade do Vale do Itajaí) afirma que um ataque de tubarões no Litoral catarinense, especificamente Balneário Camboriú, seria algo “muitíssimo improvável”.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itajaí e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Animais

Loading...