Turista tem braço arrancado por leão em safári na África

Francês dormia em uma barraca com a esposa, quando os dois foram surpreendidos pelo animal

Um turista francês que passeava pelo Parque Nacional Ruaha, na Tanzânia, teve o braço arrancado por um leão enquanto dormia em uma barraca no safári africano. Segundo o jornal Dailymail, o caso ocorreu em 2015, mas o casal ainda carrega traumas daquela noite.

Casal durante o passeio na África. – Foto: Dailymail//Reprodução/NDCasal durante o passeio na África. – Foto: Dailymail//Reprodução/ND

O homem dormia ao lado da esposa, hoje com 63 anos, que acordou ao ouvir o animal rosnar ao seu lado. “Nunca esquecerei aquele momento, em que acordei e vi o leão ali”, contou.

“Nada vai mudar o que passamos, mas acreditamos que mais coisas poderiam ter sido feitas para impedir o que aconteceu”, complementou.

A empresa de turismo negou qualquer responsabilidade pelos ferimentos sofridos pelo casal – físicos e psicológicos. 

Apaixonados por animais e tendo participado de vários safáris na África, eles haviam reservado aqueles dias para uma área que particularmente amavam muito.

Segundo o casal, eles não receberam conselhos adequados do guia sobre os riscos específicos de acampar naquele local.“Os guias turísticos e as empresas de férias têm o dever de zelar e garantir a segurança dos clientes. Neste caso, acreditamos que isso não aconteceu”, relataram ao jornal britânico.

O casal está processando a empresa de turismo Africa Travel Resource.

+

Animais