WKoerich cria roteiro focado na experiência do morar

Construtora apresenta apartamentos decorados e apartamento modelo para consumidores

Com consumidores cada vez mais exigentes e um novo perfil frente ao mercado imobiliário, “gerar a experiência de morar” é muito mais do que uma estratégia de marketing, ela apresenta todas as potencialidades do imóvel ao futuro morador. Atenta ao momento a WKoerich traz para a Grande Florianópolis um roteiro de visitações nos apartamentos decorados em seu novo empreendimento, o Costa Azul Clube Residencial. O cliente tem ainda a possibilidade de visitar um apartamento modelo, para saber como receberá o imóvel.

“Atender a um público cada vez mais exigente tem se tornado um estímulo, por isso buscamos, de fato, inovar para atrair novos clientes. A experiência de imersão voltada para clientes em potencial é uma das estratégias que chama atenção na hora de fechar negócio”, destaca a gerente de marketing da WKoerich Sabrina Petermann.

A experiência no empreendimento Costa Azul Clube Residencial se inicia pelo plantão de vendas, onde há o primeiro contato com o conceito do projeto. A imersão segue com a visita ao apartamento modelo, onde o cliente consegue ter a real percepção de como ele receberá seu imóvel, podendo vivenciar itens de acabamento na prática, como: chuveiro, box, bancada, piso porcelanato e piso vinílico.

A segunda parada é no apartamento decorado 301 A da torre I, assinado pela arquiteta Taty Irie. Pensado para um casal com dois filhos, a área social integrada oferece o espaço ideal para curtir momentos em família. A estética transita entre o sofisticado e o urbano em uma paleta de cores e textura aconchegante e sensorial, escolhida com o objetivo de proporcionar a sensação de bem-estar.

Ao entrar no apartamento, o cliente é conduzido a um ambiente de tendencias e conexões. O revestimento de piso em porcelanato natural de grandes dimensões valoriza a amplitude dos espaços. A versatilidade acompanha o ambiente: uma bancada divide a sala da cozinha, traduzindo o conceito de integração, uma tendência que vem se fortalecendo nos últimos anos. Assim, a cozinha, que muitas vezes ganha o título de coração da casa, por ser o cômodo onde as pessoas mais convivem e dividem momentos especiais, não possui apenas a função de preparar refeições, mas também de compartilhar momentos de união.

A bancada de porcelanato reforça a personalidade e o clima do ambiente – Foto: Fernando Willadino/NDA bancada de porcelanato reforça a personalidade e o clima do ambiente – Foto: Fernando Willadino/ND

A bancada, que divide a cozinha do living, assume uma função de peça decorativa trazendo como revestimento o porcelanato, um item sofisticado, com alta durabilidade e permitindo a criação de um móvel suntuoso. Além do mais, uma bancada de porcelanato reforça a personalidade e o clima do ambiente, que é presenteado com essa verdadeira escultura do design e da tecnologia. O revestimento escolhido foi o Dansk Cement Hope, lançamento da Portobello.

Os móveis da cozinha trazem estilo e tendência, permitindo a combinação com decorações tanto em cores quanto para o perfil monocromático. O revestimento fosco contrasta com os eletrodomésticos em inox. Aliando a jovialidade, o móvel suspenso foi projetado de madeira realista com textura de cor clara que dá à casa uma decoração exclusiva e diferenciada. A parede do ambiente também traz personalidade para o local, com revestimentos nas paredes criando um ar mais contemporâneo e oferecendo um visual mais impactante.

O revestimento fosco contrasta com os eletrodomésticos em inox – Foto: Fernando Willadino/NDO revestimento fosco contrasta com os eletrodomésticos em inox – Foto: Fernando Willadino/ND

A sala traz a permeabilidade de luz emoldurada pelas amplas janelas. O painel em madeira de tons médios e linhas retas contrasta com tons escuros da área interna e compõe com o sofá de mais de dois metros, um convite à contemplação e descanso. Os itens de design assinados por designers de produto renomados trazem para o ambiente emoção e transmitem o perfil dos futuros moradores.

O painel em madeira de tons médios e linhas retas contrasta com tons escuros da área interna – Foto: Fernando Willadino/NDO painel em madeira de tons médios e linhas retas contrasta com tons escuros da área interna – Foto: Fernando Willadino/ND

A mesma linguagem e design contemporâneo foram trabalhados de formas diferentes em cada suíte, adaptando-se à personalidade de cada membro da família. O filho mais velho ganha uma suíte com uma leitura um pouco mais cool e urbana com bastante espaço para estudo e games no computador. O tom cinza ganha protagonismo com uma cama assinada pela arquiteta, com uma proposta de integração e um recorte que acompanha o formato do quarto. Outro elemento marcante é a iluminação em RGB, criando uma atmosfera mais despojada.

Uma suíte com uma leitura um pouco mais cool e urbana com bastante espaço para estudo e games – Foto: Fernando Willadino/NDUma suíte com uma leitura um pouco mais cool e urbana com bastante espaço para estudo e games – Foto: Fernando Willadino/ND

A suíte infantil, pensada para uma criança na segunda infância, reforça a ludicidade ao trazer a valorização dos espaços para brincadeiras em um ambiente que trabalha diferentes tons da paleta de cores do projeto, adiciona elementos divertidos e uma escala mais próxima à criança. A proposta foi pensada com conceitos emocionais e do comportamento humano e com uma decoração embasada no amadurecimento: cama montessoriana, brinquedos e livros ao alcance das pequenas mãos e até armários com acesso às roupas, dispensando a ajuda de um adulto.

Dessa forma, as crianças ainda encontram ambiente propício para o desenvolvimento das capacidades sensoriais e psicomotoras. “A ideia é conhecer e explorar o mundo a começar pelo quarto, com autonomia e sem intervenções de adultos”, destaca Sabrina.

Já a suíte master acomoda o casal jovem e dinâmico, que precisa adaptar seus espaços para diferentes atividades e necessidades. Um generoso closet recebe o visitante antes de adentrar na área de descanso, com uma cama grande, emoldurada por painéis e obras de arte.

A última parada é no apartamento 303 A, Torre I, assinado pelo Stúdio Gabriel Bordin. O projeto empático e que tem na paleta cinza, bege, fendi e branco, quatro cores que dialogam e permitem a exploração conceitual de obras de arte que trazem para a proposta o estilo dos moradores. Com 161 m², permite atender as necessidades contemporâneas para além do conforto e praticidade.

Cinza, bege, fendi e branco, quatro cores que dialogam e permitem a exploração conceitual de obras de arte – Foto: Fernando Willadino/NDCinza, bege, fendi e branco, quatro cores que dialogam e permitem a exploração conceitual de obras de arte – Foto: Fernando Willadino/ND

A paleta de cores parte dos revestimentos padrões do edifício, com tons de cinza e branco – os painéis em MDF trazem as cores, baviera e carvalho malva, adicionando textura e calor à composição. Linhas horizontais atravessam a parede e, junto às cores, conferem ao apartamento uma aura serena e cosmopolita – que faz ode às características do empreendimento e à vista oceânica e para o Parque Costa Azul. A janela emoldura a decoração e toda a proposta do lifestyle.

A cozinha total white traz ares modernos e com uma decoração atemporal, buscando ícones clássicos e contemporâneos. Todo o mobiliário foi projetado para gerar experiências. A parte interna da cozinha traz uma bancada para refeições rápidas. A iluminação também ajuda a criar um clima intimista.

A conexão é uma das propostas deste apartamento, com estratégias que permitem a integração ou isolamento de ambientes. Painéis deslizantes fazem a mágica de transformar o espaço e são encontrados na cozinha, churrasqueira da sala de estar e o acesso para a área dos quartos.

As áreas de jantar, estar e gourmet ficam dispostas de forma longilínea e integradas. A sala de jantar é equipada com uma mesa em mármore, com oito lugares, é afirmação e resgate de casa cheia, da centralidade que cozinha e as refeições compartilhadas têm na vida dos usuários. A iluminação natural ganha destaque no projeto.

A sala de jantar é equipada com uma mesa em mármore, com oito lugares – Foto: Fernando Willadino/NDA sala de jantar é equipada com uma mesa em mármore, com oito lugares – Foto: Fernando Willadino/ND

O corredor da área íntima foge à regra de ser estreito, escuro, uma mera área de circulação e figurando como um destaque à parte e traz o conceito de corredor-office e uma sala de estar. A parede traz como revestimento de madeira e uma bancada que acompanha toda a extensão. O moderno e o contemporâneo dividem o espaço, compondo com um sofá de dois lugares, mesas de apoio circulares e cadeiras que misturam texturas e materiais.

Dividindo a área íntima da sala um grande painel reversível, que permite tanto a criação de espaços individuais quanto a ampliação e integração dos ambientes.

As suítes também funcionam como lugares para usufruir de um tempo de qualidade. Com escrivaninhas ou poltronas de leitura ampliam o uso dos dormitórios. Com destaque para a suíte transformada em um quarto de música e home office, hobby e trabalho encontram um ambiente dedicado e privativo.

Para pontuar a estética desta unidade, a maior parte das obras de arte que decoram esta unidade, são da artista plástica Camila Saavedra.

+

Wkoerich

Loading...