Conheça atletas que treinam em Itajaí e garantiram vaga em Tóquio 2020

Atleta classifica Itajaí como polo de treinamento de alto nível; cidade garante presença em diversas categorias nas Olimpíadas e Paralimpíadas

Itajaí é considerada por atletas e paratletas como polo de treinamento para desempenhos de alto nível. Não é a toa que, treinando na cidade “peixeira”, atletas de diferentes categorias marcaram presença nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio 2020, que começam em agosto.

Conheça alguns dos nomes confirmados:

O itajaiense Rodrigo do Nascimento, de 26 anos, foi convocado para disputar duas provas de atletismo nos Jogos Olímpicos de Tóquio: prova individual dos 100 metros, e ainda integra a equipe de Revezamento 4X100. O atleta é natural de Itajaí, e começou a treinar aos 14 anos, disputando os Jogos Escolares da cidade. “Desde quando comecei no esporte, sempre almejei estar nos Jogos Olímpicos. Enfrentei muitos desafios para chegar aqui. Foram muitas viagens, lágrimas, lesões, renúncias, tempo longe da família e amigos… Mas tudo isso está sendo recompensado ao ver o meu nome na lista para Tóquio”, conta – Foto: Buda Mendes/Divulgação
1 5
O itajaiense Rodrigo do Nascimento, de 26 anos, foi convocado para disputar duas provas de atletismo nos Jogos Olímpicos de Tóquio: prova individual dos 100 metros, e ainda integra a equipe de Revezamento 4X100. O atleta é natural de Itajaí, e começou a treinar aos 14 anos, disputando os Jogos Escolares da cidade. “Desde quando comecei no esporte, sempre almejei estar nos Jogos Olímpicos. Enfrentei muitos desafios para chegar aqui. Foram muitas viagens, lágrimas, lesões, renúncias, tempo longe da família e amigos… Mas tudo isso está sendo recompensado ao ver o meu nome na lista para Tóquio”, conta – Foto: Buda Mendes/Divulgação
Ymanitu Silva é natural de Tijucas, mas treina em Itajaí e se prepara para os Jogos Olímpicos. Ele faz parte da equipe da ADK Tennis, de Itajaí, e já acumula títulos nacionais e internacionais. Ele conta que os preparativos tem sido intensos, mas está confiante e orgulhoso em poder representar o país nos Jogos Paralímpicos – Foto: Arquivo/Anderson Coelho/ND
2 5
Ymanitu Silva é natural de Tijucas, mas treina em Itajaí e se prepara para os Jogos Olímpicos. Ele faz parte da equipe da ADK Tennis, de Itajaí, e já acumula títulos nacionais e internacionais. Ele conta que os preparativos tem sido intensos, mas está confiante e orgulhoso em poder representar o país nos Jogos Paralímpicos – Foto: Arquivo/Anderson Coelho/ND
Os paratletas Flávio Reitz e Paulo Guerra, de Itajaí, vão participar da Paralimpíadas no Japão. O técnico Sidney Reinhold também foi convocado para representar o Brasil. Eles fazem parte da equipe da FMEL (Fundação Municipal de Esportes) Roda Solta na modalidade de salto em altura. “O nosso trabalho na cidade sempre teve o objetivo de colocar mais atletas na Paraolimpíada. No início do projeto era um sonho, mas com o auxílio de muitas pessoas isso foi transformado em realidade e depois de muita expectativa fomos coroados com essas três convocações”, comemora o técnico – Foto: Prefeitura de Itajaí/Divulgação
3 5
Os paratletas Flávio Reitz e Paulo Guerra, de Itajaí, vão participar da Paralimpíadas no Japão. O técnico Sidney Reinhold também foi convocado para representar o Brasil. Eles fazem parte da equipe da FMEL (Fundação Municipal de Esportes) Roda Solta na modalidade de salto em altura. “O nosso trabalho na cidade sempre teve o objetivo de colocar mais atletas na Paraolimpíada. No início do projeto era um sonho, mas com o auxílio de muitas pessoas isso foi transformado em realidade e depois de muita expectativa fomos coroados com essas três convocações”, comemora o técnico – Foto: Prefeitura de Itajaí/Divulgação
João Menezes começou cedo no tênis, e é outro atleta que, apesar de não ser natural da cidade “peixeira”, treina em Itajaí e se prepara para os Jogos Olímpicos. Ouro nos Jogos Pan-Americanos de Lima, ele tem grandes expectativas para os Jogos Olímpicos e pretende trazer mais uma medalha para o Brasil. “Vou me preparar da melhor forma possível para chegar lá bem. Todo atleta almeja estar lá. Não vejo a hora de ir, para conseguir viver tudo isso, dar o meu melhor, desfrutar dessa experiência de vida única e buscar o máximo em termos de resultado”, afirma – Foto: ADK Tennis/Divulgação
4 5
João Menezes começou cedo no tênis, e é outro atleta que, apesar de não ser natural da cidade “peixeira”, treina em Itajaí e se prepara para os Jogos Olímpicos. Ouro nos Jogos Pan-Americanos de Lima, ele tem grandes expectativas para os Jogos Olímpicos e pretende trazer mais uma medalha para o Brasil. “Vou me preparar da melhor forma possível para chegar lá bem. Todo atleta almeja estar lá. Não vejo a hora de ir, para conseguir viver tudo isso, dar o meu melhor, desfrutar dessa experiência de vida única e buscar o máximo em termos de resultado”, afirma – Foto: ADK Tennis/Divulgação
Daniel Rodrigues é natural de Belo Horizonte, mas treina esta temporada em Itajaí, na ADK Tennis. No dia 8 de agosto ele embarca para Tóquio, para disputar as Paralimpíadas. Essa é a terceira olimpíada do atleta, que disputou em Londres, em 2012, e no Rio, em 2016. Para ele, a expectativa é muito boa, “graças a Deus”, conta. Na foto, da esquerda para direita: Ymanitu Silva, o técnico Patrício Arnold e Daniel Rodrigues – Foto: ADK Tennis/Divulgação
5 5
Daniel Rodrigues é natural de Belo Horizonte, mas treina esta temporada em Itajaí, na ADK Tennis. No dia 8 de agosto ele embarca para Tóquio, para disputar as Paralimpíadas. Essa é a terceira olimpíada do atleta, que disputou em Londres, em 2012, e no Rio, em 2016. Para ele, a expectativa é muito boa, “graças a Deus”, conta. Na foto, da esquerda para direita: Ymanitu Silva, o técnico Patrício Arnold e Daniel Rodrigues – Foto: ADK Tennis/Divulgação
+

Atletismo

Loading...