Alonso passa por cirurgia e fica em observação por 48 horas

Piloto espanhol da equipe Alpine de Fórmula 1 fraturou a mandíbula superior após ser atropelado por um carro enquanto pedalava na Suíça

O espanhol Fernando Alonso passou por uma cirurgia bem-sucedida na mandíbula superior, fraturada após sofrer um acidente ciclístico, segundo as informações divulgadas nesta sexta-feira (12) pela Alpine, a sua equipe na Fórmula 1.

Piloto espanhol Fernando Alonso quebrou a mandíbula superior ao ser atropelado na Suíça – Foto: Reprodução/YoutubePiloto espanhol Fernando Alonso quebrou a mandíbula superior ao ser atropelado na Suíça – Foto: Reprodução/Youtube

Alonso foi levado a um hospital em Berna, na Suíça, após ser atropelado por um carro em Lugano, na quinta (11), quando pedalava. Ele permanecerá em observação por mais 48 horas, e então terminará a recuperação em sua residência. O espanhol também quebrou alguns dentes, mas esteve sempre consciente.

“Após seu acidente de bicicleta ontem (quinta-feira), Fernando Alonso foi mantido sob observação em um hospital na Suíça. Os médicos descobriram uma fratura em seu maxilar superior e realizaram uma operação corretiva com sucesso. A equipe médica responsável está satisfeita com o seu progresso. Fernando ficará em observação por mais 48 horas”, afirmou a Alpine.

Testes de pré-temporada

Os testes de pré-temporada começam no Circuito Internacional do Bahrein, em Sakhir, em 12 de março e a primeira corrida também será realizada na pista em 28 de março. E a expectativa da Alpine é de contar com Alonso nos testes e no GP inaugural do próximo campeonato.

“Olhando para frente, depois de alguns dias de descanso completo, ele terá condições de retomar progressivamente os treinamentos. Nós esperamos que ele esteja totalmente recuperado para realizar a preparação para a temporada. A Alpine F1 Team e Fernando agradecem pelo apoio e farão novas atualizações quando for apropriado”, concluiu a equipe.

O espanhol de 39 anos soma 32 vitórias na Fórmula 1, com 97 pódios. Ele fará seu retorno à categoria em 2021, após deixá-la no fim do campeonato de 2018, pela McLaren. O piloto realizou testes no fim de 2020.

Alonso conquistou seus dois títulos mundiais com a equipe que levava o nome da montadora francesa Renault, tendo passado a se chamar Alpine para o campeonato de 2021.