Blackstar está fora do NBB

Equipe joinvilense não conseguiu comprovação financeira e Santa Catarina fica sem representante na competição nacional nesta temporada

O Blackstar tentou, correu contra o tempo, mas não conseguiu reunir a comprovação financeira necessária para disputar o NBB na próxima temporada, que inicia em novembro.

Sonho de disputar o NBB foi adiado e equipe foca preparação para as disputas do Estadual, JASC e CBB – Foto: Divulgação/ND

No entanto, o sonho não terminou, foi apenas adiado. De acordo com o presidente do Blackstar, Rodrigo Lima, a equipe joinvilense conseguiu uma “carência” da Liga para o pagamento da franquia e a tendência é que na próxima temporada, com mais tempo para reunir patrocinadores e apoiadores, a equipe joinvilense consiga adquirir a franquia com prazo maior de pagamento. “Exceto o Basquete Cearense, todos votaram a favor para que tivéssemos uma carência e começar a pagar daqui a dois anos. Então, mesmo se ficarmos em quinto no CBB, temos essa carência da franquia para conseguir entrar”, explica.

A ausência do Blackstar se deu por questões financeiras que ultrapassam, ainda, a barreira de Joinville. Com o objetivo de ampliar o número de equipes participantes, o NBB até ampliou o prazo para a comprovação, que se encerra na próxima terça-feira (15), mas para que a “estrela negra” conseguisse entrar outra equipe teria que fazer a sua parte para que as equipes participantes fechassem em “número par”.

Rodrigo conta que a reprovação do Botafogo se deu quase que por unanimidade. A equipe carioca tem dívidas trabalhistas com todos os jogadores e embora tenha conseguido patrocinadores, a falta de negociação com os atletas impede a entrada da “estrela solitária”. Outra equipe que poderia entrar na disputa é o Rio Claro, mas o time do interior paulista ainda precisa de R$ 500 mil.

“É uma pena porque se só dependesse de nós, acho que conseguiríamos. Temos respostas positivas chegando nesta semana. Apesar disso, fiquei feliz porque eles entenderam a seriedade do projeto e nos deram essa possibilidade com a franquia para a próxima temporada”, fala o presidente.

Agora, o foco da equipe se volta para as disputas do Campeonato Catarinense, do JASC, além do Campeonato Brasileiro da CBB, previsto para o início de fevereiro.

Disputam o NBB nesta temporada: Basquete Cearense, Bauru, Brasília, Campo Mourão, Caxias do Sul, Cerrado, Corinthians, Flamengo, Sesi Franca, Minas Tênis Clube, Mogi, Pato, Paulistano, Pinheiros, São Paulo e Unifacisa.

+

Basquete