Jogador cria projeto social para levar a bola laranja às comunidades de Joinville

Raphael Figueiredo abriu vaquinha online para viabilizar instalação de tabela e dar início a projeto de basquete na zona Sul da cidade

“É o mínimo que eu posso fazer. Alguém já fez isso por mim em Franca. Hoje em dia estou aprendendo o real valor do basquete e preciso passar isso adiante”. E o real valor do basquete ultrapassa a quadra, os arremessos de três pontos ou as enterradas que levantam a torcida. O ala do Basquete Joinville, Raphael Figueiredo, sabe disso e entende a importância e o impacto que o basquete pode ter na vida de crianças, adolescentes e jovens, especialmente de comunidades periféricas.

Raphael Figueiredo abriu vaquinha para instalar tabela de basquete em comunidade da zona Sul de Joinville – Foto: Reprodução/Redes SociaisRaphael Figueiredo abriu vaquinha para instalar tabela de basquete em comunidade da zona Sul de Joinville – Foto: Reprodução/Redes Sociais

Natural de Franca, no interior de São Paulo, ele já foi a criança de uma comunidade que foi apresentado ao esporte que se tornou paixão e profissão. Hoje, é ele quem quer mostrar esse caminho para as crianças da zona Sul de Joinville. Criado na base joinvilense, o ala criou raízes na cidade e quer deixar mais do que uma história dentro da quadra. Ele quer ir além e mudar vidas. “Eu tenho essa raiz com a cidade, tenho que fazer algo que vai ficar, um legado, tirar essas crianças e colocar no esporte. Vejo como uma missão”, salienta.

Desde o ano passado o ala iniciou o Favela Show, projeto social para levar o esporte às comunidades da cidade. Depois de começar a arrecadação de valores com a venda de camisetas e bonés, o atleta conseguiu viabilizar a estrutura de uma tabela e do aro para a Amorabi (Associação de Moradores do Bairro Itinga).

Mas, para que a bola laranja possa finalmente subir para os jovens da comunidade, é preciso mais. E para isso, o atleta organizou uma vaquinha virtual. O objetivo é arrecadar R$ 800 para a compra de cimento, gaiola de ferro, parafusos e mão de obra para colocar a cesta de pé e pronta para as enterradas da molecada. No site, a campanha “Tabela de Basquete Raphael Figueiredo” já arrecadou R$ 375.

O sonho de Raphael não para por aí, ele ressalta que o objetivo do Favela Show é inspirar crianças e jovens por meio do esporte e da cultura, criando melhores perspectivas de vida para os jovens das comunidades periféricas.

Por isso, salienta o ala do Basquete Joinville, o projeto está apenas começando. “Pretendo levar o esporte e a cultura em todas as comunidades periféricas de Joinville, fazendo eventos culturais nestes locais, construindo quadras de basquete, enfim, temos muito trabalho pela frente”, fala.

Assim que conseguir viabilizar a colocação da tabela, Raphael deve ir além. O próximo passo, garante, é organizar aulas e projetos que aliem esporte, cultura e educação. E os planos são ainda maiores. “É minha missão e não quero parar por aqui. Quero organizar aulas, mas quero espalhar isso em outras comunidades de Joinville”, finaliza.

Para contribuir, basta acessar o site da vakinha.

A Amorabi

A Amorabi foi fundada em 1981 com o objetivo de unir os moradores do bairro na luta por melhores condições de vida, como a regularização de loteamentos, saneamento básico, unidade de saúde, escola, linhas de ônibus, posto policial, entre outros.

Ao longo dos anos, a associação se solidificou e criou núcleos, como o de cultura e esporte. Entre os diversos eventos e movimentos que a comunidade oportuniza estão apresentações e iniciativas culturais gratuitas e, agora, a o objetivo é dar às crianças a chance de conhecer e mudar de vida através do basquete.

Acesse e receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Basquete