Meta do Basquete Joinville é ficar entre os dois primeiros da conferência

Equipe joinvilense estreia no Campeonato Brasileiro da CBB na próxima terça-feira (23)

Faltam apenas cinco dias para a estreia do Basquete Joinville na temporada e as metas já foram definidas pelo novo gestor esportivo Daniel Lazier. Velho conhecido da torcida, Daniel volta à equipe principal do Basquete Joinville, desta vez, com outra função e já traçou os objetivos para 2021.

Basquete Joinville estreia no Campeonato Brasileiro na próxima terça-feira (23) – Foto: Divulgação/NDBasquete Joinville estreia no Campeonato Brasileiro na próxima terça-feira (23) – Foto: Divulgação/ND

O time inicia a caminhada na temporada na próxima terça-feira (23), quando estreia no Campeonato Brasileiro da CBB, contra o União Corinthians e Daniel revela sem rodeios a meta da equipe no primeiro turno: ficar entre os dois primeiros colocados da conferência. A classificação na liderança ou na vice-liderança dá à equipe passagem direta para a terceira fase da competição.

Os adversários de conferência são: Maringá, Brusque, Londrina, União Corinthians e o atual campeão, Ponta Grossa. “Sabemos do investimento feito pelas equipes da nossa chave, mas a nossa intenção é ficar entre os dois primeiros. Estamos com algumas dificuldades na fase de preparação porque alguns jogadores chegaram mais tarde, mas temos um grupo forte, com vários jogadores da base e estamos com um grupo bom, forte, com reforços pontuais e, quem sabe, com algumas novidades em breve. Vamos fazer um bom campeonato”, garante.

Entre os “crias da base” estão os alas Raphael e Henrique Alemão e o armador Dieguinho, que está voltando de lesão. Todos já foram treinados por Daniel em 2018/2019, quando a equipe disputava o NBB.

E por falar em NBB, essa é uma das metas da equipe. Além de conquistar a vaga para voltar ao Novo Basquete Brasil, o título  do Brasileiro também credencia a equipe para a Liga Sul-Americana. “Seria um sonho conquistar essa vaga”, fala.

Depois de abdicar da vaga no NBB, a equipe está se reestruturando para conseguir ter fôlego, investimento e uma equipe competitiva. O primeiro passo é ajustar a gestão e Daniel Lazier já tem ideias e ações implantadas para fazer de 2021 o ano de incentivo à base e fortalecimento da equipe profissional.

Uma das grandes novidades é o credenciamento do Basquete Joinville no CBC (Comitê Brasileiro de Clubes), principal fomentador de competições de base no país. Com a filiação, a equipe joinvilense passa a competir em todas as modalidades, do Sub-14 ao Sub-23, além de estar apto para participar da LDB (Liga de Desenvolvimento de Basquete). 

“Vamos jogar todas as competições de base já pensando em Jasc e Estadual. Com isso, temos um calendário bem estruturado”, comenta.

O fortalecimento da base não é novidade na história de Daniel, que trabalhou muitos anos no Paraná, acumulando funções técnicas e de gestão. Voltando à Joinville com a missão de gerir a equipe, o primeiro passo foi colocar na mesa a importância de fortalecer a formação de atletas.

“A primeira conversa foi sobre uma continuidade na reestruturação da base e já estamos investindo melhor nisso, com quatro técnicos. Essa estruturação se dá já pensando no adulto porque acaba refletindo na equipe principal com um gasto menor. Nossa intenção é tentar fazer uma base forte para gastar menos no profissional. A primeira ideia é manter uma reestruturação fora de quadra e na categoria de base. Além disso, continuar investindo no adulto a nível de CBB, Estadual e Jasc pensando no retorno ao NBB”, explica.

O retorno ao NBB é sonho da torcida joinvilense, apaixonada por basquete e o título do CBB dá à diretoria subsídios para atrair patrocinadores e investidores a fim de montar uma equipe que possa disputar a principal competição do basquete nacional. “Criando um produto bom, campeão, que é o nosso objetivo, conseguimos vender para os patrocinadores e investidores, e ter suporte para a Liga Nacional”, salienta o gestor.

Para Daniel, o atual desenho político também favorece o esporte. O gestor elogiou a escolha de André Mattos para assumir o esporte joinvilense e a ida de Kelvin Soares à Fesporte respalda o trabalho esportivo na cidade. “Politicamente a cidade de Joinville está muito bem respaldada, a partir daí é fazer um bom trabalho interno para usar essa força política que pode ajudar o Basquete Joinville a voltar a crescer”, finaliza.

A equipe viaja na segunda-feira (22), para Ponta Grossa, onde disputa o primeiro turno do Campeonato Brasileiro.

Confira a agenda de jogos

  • Terça-feira (23), às 17h – União Corinthians x Basquete Joinville
  • Quarta-feira (24), às 14h – Londrina x Basquete Joinville
  • Quinta-feira (25), às 14h – Basquete Joinville x Maringá
  • Sábado (27), às 14h – Brusque x Basquete Joinville
  • Domingo (28), às 20h – Ponta Grossa x Basquete Joinville

Acesse e receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Basquete