O jogo da temporada para o Basquete de Joinville

NBB. Equipe decide vaga na quartas de final na noite desta terça, às 21h, contra o Limeira-SP, no Centreventos

     

Rogerio da Silva/ND

Pivô Shilton diz que o Limeira-SP terá de jogar muito para vencer

    A bola vai subir na noite de hoje para a partida mais importante da temporada do Basquete de Joinville. Às 21h, no Centreventos Cau Hansen o time joga pela sobrevivência no Novo Basquete Brasil (NBB), diante do Limeira-SP, no duelo de número cinco dos playoffs de oitavas de final da competição, cuja série está empatada em dois a dois.

    Os ingressos podem ser adquiridos de forma antecipada na loja Apolo Sport durante todo o dia ou na hora da partida, na bilheteria do Centreventos. O valor é o de R$16 e estudantes e aposentados têm direito à meia-entrada. Menores de 12 anos acompanhados por um pagante terão acesso livre.

    Quem perder dará adeus ao NBB e a vitória significa sonhar mais alto diante de adversários ainda mais fortes. A série entre Joinville e Limeira é a mais equilibrada das oitavas de final, a única que precisou de cinco jogos para definir seu vencedor. Nos outros confrontos Franca-SP despachou o Paulistano-SP por três a zero, da mesma forma que o Bauru-SP sobre a estreante Liga Sorocabana-SP, enquanto o Uberlândia-MG venceu o Tijuca-RJ na noite de ontem por 81 a 74 e fez 3 a 1.

    Mesmo com a derrota no quarto jogo, disputado domingo passado no interior paulista, por 102 a 74, o time de José Neto tem a vantagem de definir em casa a sua classificação, onde ainda não perdeu para o rival de hoje nesta temporada. “Eles vão ter que fazer o que não fizeram ainda para se classificar, nos vencer aqui dentro”, lembrou o pivô e capitão Shilton.

    Assim como ocorreu no NBB 2010/2011, Joinville terá que enfrentar cinco jogos para se classificar. Na última edição da liga, o adversário foi o Minas-MG e vaga assegurada após um três a dois. Outra coincidência é que caso avance, os joinvilenses terão pela frente o mesmo Pinheiros-SP, time que eliminou os comandados do então treinador Alberto Bial também no quinto jogo, num dos confrontos mais emocionantes da competição.  

 Equilíbrio é reflexo do campeonato

 

     No último treino antes da partida, realizado na noite de ontem, jogadores e comissão técnica trataram com naturalidade o equilíbrio na série contra Limeira-SP. “O equilíbrio desse playoff é reflexo do que foi todo o NBB”, afirmou o treinador José Neto. Ele alertou para a importância de o time iniciar muito bem a partida, já que o apoio da torcida e o ímpeto inicial podem fazer a diferença na hora de garantir a vitória.

    A explicação está nos números. Nos últimos três jogos, o primeiro quarto foi de pontuação altíssima para os padrões do basquete nacional. No jogo dois, Joinville venceu o primeiro quarto por 34 a 25 e o jogo por 89 a 84. No jogo três,  outra vez vantagem nos dez minutos iniciais para os catarinenses e placar final de 88 a 69. Finalmente, na última partida, foram os paulistas que abriram 29 a 12 no início e fechara com vitória de 102 a 74.

    O capitão Shilton concorda e espera jogar com o Centreventos lotado, para mais uma vez ver “o caldeirão ferver”. “Estamos preparados para o jogo cinco. É hora da tranqüilidade, por trabalhamos para nos classificarmos em casa”, afirmou.

Acesse e receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Basquete