33 Giga

Blog de tecnologia com serviços e notícias quentes da área. Dicas, tutoriais, testes e muito mais, de forma simples e descomplicada.

Robô russo que atira e levanta peso será enviado ao espaço

Robô russo que atira e levanta peso será enviado ao espaço - Reprodução/YouTube

Robô russo que atira e levanta peso será enviado ao espaço - Reprodução/YouTube

A Agência Espacial Federal Russa (Roscosmos) anunciou que irá enviar um robô semi-autônomo ao espaço na próxima quinta-feira (16/8). Segundo o tabloide inglês Daily Mail, o objetivo da missão é usar o androide para explorar a galáxia e ajudar a Rússia a fazer manutenção e construir novas bases na Lua.

O robô, chamado Fedor, consegue disparar armas de fogo, levantar até 20 kg e até usar uma furadeira. Segundo um vídeo divulgado pelo canal CNN Business, ele também é capaz de fazer flexões e dirigir automóveis.

Apesar de realizar uma série de atividades de forma autônoma, Fedor contará com o auxílio de uma base na Terra durante a viagem ao espaço. Para isso, especialistas usarão uma espécie de exoesqueleto, que funciona como um controle remoto. Com ele, os movimentos feitos por uma pessoa são imitados pelo robô.

Fotos incríveis de estrelas, galáxias e da Terra vista do espaço

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Robô russo que atira e levanta peso será enviado ao espaço

A lua é distorcida, vista através de espessas camadas de atmosfera à medida que se eleva, vista acima do Brasil - (NASA)/33Giga/ND

A lua é distorcida, vista através de espessas camadas de atmosfera à medida que se eleva, vista acima do Brasil - (NASA)/33Giga/ND

Golfo de Aden, entre o Iêmen (direita) e o Somali (esquerda) - (NASA)/33Giga/ND

Golfo de Aden, entre o Iêmen (direita) e o Somali (esquerda) - (NASA)/33Giga/ND

O astronauta David Saint-Jacques, da Agência Espacial Canadense, tira fotos da Terra de dentro da

O astronauta David Saint-Jacques, da Agência Espacial Canadense, tira fotos da Terra de dentro da "janela para o mundo" da Estação Espacial Internacional, a cúpula de sete janelas - (CSA / NASA)/33Giga/ND

Bahamas - (NASA)/33Giga/ND

Bahamas - (NASA)/33Giga/ND

A espaçonave desenrolada SpaceX Crew Dragon é mostrada em silhueta contra o horizonte da Terra durante o Demo-1, o primeiro voo do Programa de Tripulação Comercial da NASA para a Estação Espacial Internacional. O veículo atracou ao módulo Harmony da estação depois de completar várias demonstrações bem-sucedidas durante a aproximação - (NASA)/33Giga/ND

A espaçonave desenrolada SpaceX Crew Dragon é mostrada em silhueta contra o horizonte da Terra durante o Demo-1, o primeiro voo do Programa de Tripulação Comercial da NASA para a Estação Espacial Internacional. O veículo atracou ao módulo Harmony da estação depois de completar várias demonstrações bem-sucedidas durante a aproximação - (NASA)/33Giga/ND

Península Cape Cod, nos Estados Unidos - (NASA)/33Giga/ND

Península Cape Cod, nos Estados Unidos - (NASA)/33Giga/ND

Sobre a França - (NASA)/33Giga/ND

Sobre a França - (NASA)/33Giga/ND

O astronauta russo Oleg Kononenko (terno com listras vermelhas) trabalha fora da Estação Espacial Internacional, a mais de 400 quilômetros da Terra, para inspecionar a espaçonave Soyuz MS-09 - (NASA)/33Giga/ND

O astronauta russo Oleg Kononenko (terno com listras vermelhas) trabalha fora da Estação Espacial Internacional, a mais de 400 quilômetros da Terra, para inspecionar a espaçonave Soyuz MS-09 - (NASA)/33Giga/ND

Ilhas do Cabo Verde, Oceano Atlântico - (NASA)/33Giga/ND

Ilhas do Cabo Verde, Oceano Atlântico - (NASA)/33Giga/ND

Estrutura de Richat, no meio do deserto do Saara na África - (NASA)/33Giga/ND

Estrutura de Richat, no meio do deserto do Saara na África - (NASA)/33Giga/ND

A sonda recém-chegada Soyuz MS-12 é retratada na Estação Espacial Internacional enquanto o complexo orbital voava 255 milhas acima do nordeste dos Estados Unidos - (NASA)/33Giga/ND

A sonda recém-chegada Soyuz MS-12 é retratada na Estação Espacial Internacional enquanto o complexo orbital voava 255 milhas acima do nordeste dos Estados Unidos - (NASA)/33Giga/ND

Formações de nuvens observadas ao se olhar para o norte em direção à ponta sul da África do Sul (NASA) - Foto: Divulgação/33Giga/ND

Formações de nuvens observadas ao se olhar para o norte em direção à ponta sul da África do Sul (NASA) - Foto: Divulgação/33Giga/ND

Os Engenheiros de Vôo da Expedição 59 Anne McClain, David Saint-Jacques e Christina Koch estão reunidos dentro do laboratório Destiny dos EUA - (NASA)/33Giga/ND

Os Engenheiros de Vôo da Expedição 59 Anne McClain, David Saint-Jacques e Christina Koch estão reunidos dentro do laboratório Destiny dos EUA - (NASA)/33Giga/ND

A nave de carga SpaceX Dragon se aproxima da Estação Espacial Internacional 256 milhas acima do Marrocos. Abaixo, estação de energia solar - (NASA)/33Giga/ND

A nave de carga SpaceX Dragon se aproxima da Estação Espacial Internacional 256 milhas acima do Marrocos. Abaixo, estação de energia solar - (NASA)/33Giga/ND

Um astronauta a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS) disparou esta fotografia enquanto orbitava a uma altitude de mais de 400 quilômetros (250 milhas) sobre a Austrália - (NASA)/33Giga/ND

Um astronauta a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS) disparou esta fotografia enquanto orbitava a uma altitude de mais de 400 quilômetros (250 milhas) sobre a Austrália - (NASA)/33Giga/ND

Rastros de aeronaves nas nuvens sobre o Atlântico Norte - (NASA)/33Giga/ND

Rastros de aeronaves nas nuvens sobre o Atlântico Norte - (NASA)/33Giga/ND

Vulcões no Parque Nacional Sajama e na Área Natural de Gestão Integrada, na Bolívia - (NASA)/33Giga/ND

Vulcões no Parque Nacional Sajama e na Área Natural de Gestão Integrada, na Bolívia - (NASA)/33Giga/ND

Lago Manicouagan, um lago anular em uma antiga cratera de impacto em Quebec, Canadá - (NASA)/33Giga/ND

Lago Manicouagan, um lago anular em uma antiga cratera de impacto em Quebec, Canadá - (NASA)/33Giga/ND

A aurora australis, também conhecida como as

A aurora australis, também conhecida como as "luzes do sul", é retratada pela Estação Espacial Internacional acima do Oceano Índico, ao sul do estado australiano da ilha da Tasmânia - (NASA)/33Giga/ND

(NASA) - Foto: Divulgação/33Giga/ND

(NASA) - Foto: Divulgação/33Giga/ND

O lançamento do foguete Soyuz MS-11 levanta três tripulantes da Expedição 58 para o espaço a partir do Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, para atender a ISS - ( Alexander Gerst / ESA / NASA)/33Giga/ND

O lançamento do foguete Soyuz MS-11 levanta três tripulantes da Expedição 58 para o espaço a partir do Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, para atender a ISS - ( Alexander Gerst / ESA / NASA)/33Giga/ND

Mais conteúdo sobre

Mais conteúdo