33 Giga

Blog de tecnologia com serviços e notícias quentes da área. Dicas, tutoriais, testes e muito mais, de forma simples e descomplicada.

Testamos: Novo Kindle alia beleza a bom custo-benefício

Testamos: Novo Kindle alia beleza a bom custo-benefício - Divulgação

Testamos: Novo Kindle alia beleza a bom custo-benefício - Divulgação

No final de abril, a Amazon anunciou o Novo Kindle. O aparelho é uma versão repaginada do e-reader clássico da empresa. Com preço sugerido de R$ 349, a novidade chegou ao mercado com alguns upgrades interessantes, como luz embutida e design renovado.

Leia mais: 
Testamos: Kindle Oasis (2017), o melhor e mais caro dos leitores digitais da Amazon
Lê livros no smartphone? Veja alguns aplicativos que podem melhorar a experiência
Testamos: Por R$ 289, Fire TV Stick da Amazon transforma televisor em SmarTV

Design fino

O design não era um dos pontos fortes da versão antiga do Kindle, mas o Novo Kindle traz um visual moderno e agradável. Mais fino e leve, o leitor tem bordas, laterais e traseira arredondadas que, mais do que bonitonas, facilitam a manipulação durante a leitura.

Leitura

O Novo Kindle traz a mesma interface e os recursos já conhecido da família. Contudo, outro diferencial em relação à geração anterior é que ele tem iluminação embutida. São quatro LEDs com intensidade personalizável que, basicamente, vai de zero claridade, como na experiência original do Kindle, até perto de uma tela de smartphone, bem brilhante.

Durante o dia, o e-reader oferece uma experiência ótima de leitura  apesar de ter tela de 167 dpi, inferior aos outros aparelhos da família. O Kindle Paperwhite, por exemplo, tem 300 dpi. Mesmo embaixo de uma fonte de luz, artificial e natural, direta a tela se mantém antirreflexiva.

Já em ambientes mais escuros, ou conforme vai escurecendo, é possível adaptar a luminosidade da tela para deixar a leitura mais confortável. Durante os testes do 33Giga, com as luzes no 12 (metade do brilho máximo), foi possível embarcar em horas de leitura em um ambiente escuro, com apenas um abajur como fonte de luz amarela indireta.

Autonomia

A grande sacada dos leitores digitais é a possibilidade de levar dezenas de livros em um só lugar e sem se preocupar com o peso. No caso do Novo Kindle, são apenas 161 gramas que podem armazenar até 4 GB de ebooks. Para se ter uma ideia, durante os testes do 33Giga,  17 livros eletrônicos armazenados ocuparam apenas cerca de 260 MB.

A nova versão do leitor digital também mantém a autonomia de bateria tradicional dos dispositivos Kindle. A energia é capaz de durar por semanas, de acordo com a rotina e o modo de leitura do usuário.

Custo-benefício

Apesar de o Kindle Paperwhite (R$ 499) continuar tendo o melhor custo-benefício por se aproximar muito do completíssimo Kindle Oasis (R$ 1.149,00) , o Novo Kindle foi uma excelente adição à família de leitores digitais da Amazon. Isso porque ele tem um preço mais acessível (em comparação aos irmão) e que faz sentindo dentro de suas especificações. Fato que o torna uma boa pedida para quem busca por um aparelho básico, levinho e cumpridor para leitura e estudo que não vai pesar muito no bolso.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Testamos: Novo Kindle alia beleza a bom custo-benefício

Mais conteúdo sobre

Mais conteúdo