Altair Magagnin

Informações e análises sobre a política catarinense, com prioridade para conteúdos exclusivos e inéditos. Notícias e opiniões contextualizadas com os bastidores do poder.

Atraso com fornecedores é principal problema da Saúde em SC, diz secretário a deputados

Atualizado

O secretário de Estado da Saúde, Helton de Souza Zeferino, participou nesta quarta-feira (15) de reunião da Comissão da Saúde na Assembleia Legislativa. Durante duas horas, falou sobre vários assuntos.

MAIS MÉDICOS

Conforme Zeferino, a questão é do governo federal e as soluções estão sendo cobradas. “O ministro [Luiz Henrique] Mandetta programou uma reformulação por entender que o programa pode ser melhorado. Aguardamos o preenchimento de algumas vagas em aberto nos municípios”.

PAGAMENTOS DOS FORNECEDORES

Esse é o principal desafio da pasta, conforme o secretário. “Temos uma proposta de criação de fundo com participação dos três poderes e temos a sinalização do governo estadual no sentido de honrar as dívidas. Já temos algumas possibilidades para apresentar aos fornecedores um cronograma de pagamento”. A redução de gastos precisa ser “de forma incisiva ao próprio processo de gestão da secretaria”.

GESTÃO DOS HOSPITAIS PRÓPRIOS

“Temos que saber qual o custo deles e o que eles oferecem à população para sermos cada vez mais resolutivos. Estamos trabalhando na qualificação da gestão. Não estamos falando em comparar com custos dos hospitais filantrópicos, mas no sentido de que o valor investido nos hospitais próprios precisa ser materializado e apresentado à população”.

ORGANIZAÇÕES SOCIAIS

“Hoje se resume a apresentar um relatório trimestral que é avaliado por uma comissão na secretaria. Entendemos que essa fiscalização precisa ser mais intensa e presente. Estamos trabalhando no nosso sonho de consumo para organizar isso, para termos acompanhamento online. Temos que saber o quê elas produzem, qual o custeio que recebem e qual é o acompanhamento das metas”.

DOENÇAS DE FORA DO ESTADO

“Isso nos preocupa, pois quando se dissemina, temos o agravamento da saúde da população. Há também um caso de febre amarela fatal no Norte do Estado. Precisamos estar vigilantes […] Imunização é prevenção. Quando não se tem, surge a possibilidade de proliferação de doenças, muitas que estavam quase que em Estado de extinção. Estamos estabelecendo algumas atividades para resolver”.

REFORMA ADMINISTRATIVA

“Estamos trabalhando na organização territorial da Saúde no Estado com o estabelecimento das macros e regionais de Saúde, para resgatar para a gestão da secretaria essas estruturas. Temos hoje diversos desenhos de atuação que trabalham de forma diferente e isso não é bom para ninguém. Mas não haverá descontinuidade [do atendimento] em nenhum município”.

Secretário de Saúde Helton Zeferino na Assembleia de SC

Helton de Souza Zeferino - Luca Gebara/Agência AL/ND

Helton de Souza Zeferino - Luca Gebara/Agência AL/ND

Composição de mesa - Luca Gebara/Agência AL/ND

Composição de mesa - Luca Gebara/Agência AL/ND

Neodi Saretta - Luca Gebara/Agência AL/ND

Neodi Saretta - Luca Gebara/Agência AL/ND

Ada de Luca - Luca Gebara/Agência AL/ND

Ada de Luca - Luca Gebara/Agência AL/ND

Fabiano da Luz - Luca Gebara/Agência AL/ND

Fabiano da Luz - Luca Gebara/Agência AL/ND

Vicente Caropreso - Luca Gebara/Agência AL/ND

Vicente Caropreso - Luca Gebara/Agência AL/ND

Luciane Carminatti - Luca Gebara/Agência AL/ND

Luciane Carminatti - Luca Gebara/Agência AL/ND

Ismael dos Santos - Luca Gebara/Agência AL/ND

Ismael dos Santos - Luca Gebara/Agência AL/ND

Público presente - Luca Gebara/Agência AL/ND

Público presente - Luca Gebara/Agência AL/ND

Detalhe da reunião - Luca Gebara/Agência AL/ND

Detalhe da reunião - Luca Gebara/Agência AL/ND

Mais conteúdo sobre

Mais conteúdo