Altair Magagnin

Informações e análises sobre a política catarinense, com prioridade para conteúdos exclusivos e inéditos. Notícias e opiniões contextualizadas com os bastidores do poder.

Com esquemas estilo Power Point do Lula, Alcatraz ainda tem muito a ser revelado

Atualizado

O despacho judicial, que o ND teve acesso, traz dois esquemas – no mesmo estilo do Power Point que o procurador Deltan Dallagnol fez sobre o caso Lula. Esses esquemas mostram de onde o dinheiro saia, por quem passava, e para onde ia. Seriam três os destinatários finais. Nenhum desses três está na lista dos presos e apenas um foi alvo de busca e apreensão.

Várias empresas de terceirização de serviços são citadas nas páginas judiciais que autorizaram a Operação Alcatraz. Duas delas aparecem como efetivamente acusadas. Aliás, o nome Alcatraz faz relação com a famosa prisão norte-americana, que ficava em uma ilha. A alusão é pelo fato de os contratos suspeitos terem sido prestados junto ao sistema prisional catarinense.

Mais coisa por aí

Já está claro que a etapa cumprida na quinta-feira será apenas a primeira da Operação Alcatraz. Ainda há muitas frentes de investigação abertas.

Dinheiro apreendido em Florianópolis nesta quinta-feira – PF/Divulgação/ND

Mais conteúdo sobre

Mais conteúdo