“É como se tivesse vencido as eleições hoje”, diz Gean Loureiro após voltar à Prefeitura

Atualizado

Era 18h10 quando a assessoria de comunicação do TRF-4 (Tribunal Regional Federal) confirmou que o desembargador federal Leandro Paulsen havia derrubado todas as medidas cautelares contra o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (ex-MDB), entre elas, o afastamento do cargo. Depois de publicar a informação no blog da coluna no ND+, seis minutos depois, me dediquei a entrevistar o prefeito. Durante meia-hora, não consegui.

Gean Loureiro – Flávio Tin/ND

Vim a saber, depois, quando Gean retornou, às 18h40, que aquele tempo foi dedicado a conversar com os pais, a mulher, as filhas, além da leitura do despacho de Paulsen. Por telefone, antes da entrevista coletiva convocada para as 20h, no Paço Municipal, ouvi um Gean vibrante. “É como se eu tivesse vencido as eleições hoje”, disse.

No começo da tarde, reportou Gean, a expectativa pela decisão do desembargador aumentou, após o procurador do Ministério Público Federal ter se manifestado a favor do fim das medidas de restrição. A Polícia Federal queria que o embargo continuasse. Mas, no despacho, Paulsen informou que não viu elementos que justificassem manter o titular longe do cargo. “Ele afastou todas as medidas cautelares, disse que nenhuma das acusações se materializou, que não há ‘sala segura’. Me sinto com limpeza na alma”, afirmou Gean.

Essa meia-hora até conversarmos também foi tempo suficiente para Gean ser recolocado no grupo de WhatsApp do colegiado municipal. Já determinou “tarefas” para os secretários e pretende voltar com disposição a partir da manhã desta terça-feira (25). “Vou dar a resposta a tudo isso com muito trabalho”, prometeu o “recém-eleito”.

Mais conteúdo sobre

Mais Conteúdo