Altair Magagnin

Informações e análises sobre a política catarinense, com prioridade para conteúdos exclusivos e inéditos. Notícias e opiniões contextualizadas com os bastidores do poder.

Em Florianópolis, Guilherme Boulos critica Jair Bolsonaro e a reforma da Previdência

Atualizado

O ativista político Guilherme Boulos (PSOL) ministrou a aula magna do DCE (Diretório Central dos Estudantes), da UFSC, nesta terça-feira (19). O tema foi “Resistências, lutas sociais e movimento estudantil”. O décimo colocado entre os 13 candidatos à Presidência da República em 2018 lotou não só o auditório da reitoria como também o hall e a frente do prédio, para a onde a fala foi retransmitida.

Guilherme Boulos – Fotos: Carol Morgan e Leonardo Gatti

Em Florianópolis, capital onde somou mais votos em todo o Brasil, Boulos iniciou uma série de eventos. Com críticas contundentes ao presidente Jair Bolsonaro (PSL), o ativista conclamou os estudantes a organizarem um movimento de resistência à reforma da Previdência.

Guilherme Boulos com os vereadores Marquito e Afrânio e o candidato ao governo, Leonel Camasão

Hall da reitoria

Lado de fora da reitoria

Ainda em Florianópolis, Boulos passou pela Câmara, onde foi feito um ato em homenagem a vereadora Marielle Franco (PSOL), assassinada no Rio de Janeiro há pouco mais de um ano.

O anúncio da palestra do integrante do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) motivou críticas de outro ativista político, o empresário Luciano Hang. “O que esperar desses alunos”, questionou o catarinense.

Mais conteúdo sobre

Mais conteúdo