Altair Magagnin

Informações e análises sobre a política catarinense, com prioridade para conteúdos exclusivos e inéditos. Notícias e opiniões contextualizadas com os bastidores do poder.

Jorginho Mello e Dário Berger contra o Fundo Eleitoral, Esperidião Amin não se manifesta

Sobre a questão do Fundo Partidário, além de Jorginho Mello (PL), que se manifestou no domingo, a coluna procurou nesta segunda-feira (12) os outros dois representantes da Câmara Alta.

Dário Berger (MDB) disse que continua contra, como já foi na aprovação do Fundão, em 2017. Esperidião Amin (PP) preferiu não comentar o assunto.

Já o deputado federal Rodrigo Coelho (PSB) procurou a coluna para dizer que é contra o Fundo. Foi na mesma linha do que escrevemos: “O recado das urnas, que renovou mais da metade do parlamento, infelizmente, não chegou aos ouvidos dos nossos colegas”, disse.

“A discussão do financiamento de campanha realmente é algo complexo, deve ser feita na mãe de todas as reformas, que é a política, mas é inadmissível que no momento atual que passa o Brasil tenhamos essa ousadia de destinar R$ 3,7 bi para financiar eleições no ano de 2020.”

Rodrigo Coelho (PSB), deputado federal

Mais conteúdo sobre

Mais conteúdo