Altair Magagnin

Informações e análises sobre a política catarinense, com prioridade para conteúdos exclusivos e inéditos. Notícias e opiniões contextualizadas com os bastidores do poder.

“Momento de ajuste de contas, precisamos economizar”, diz Douglas Borba sobre duodécimo

Atualizado

A intenção do Executivo é economizar R$ 400 milhões ao longo do próximo ano com o corte linear de 10% do duodécimo de cada poder e órgão. O dinheiro seria investido na Saúde.

Emenda de deputados barra tentativa do governo de SC de reduzir dinheiro aos poderes

Douglas Borba, ao centro – Fábio Queiroz/Agência AL/ND

Pelo governo, falou sobre o assunto o secretário da Casa Civil, Douglas Borba. Segundo ele, o objetivo é “equalizar os repasses”, sem que sobre dinheiro a ser devolvido. “É momento de ajuste de contas e todos precisamos economizar”, disse, citando o apoio recebido de entidades e “da sociedade catarinense nas eleições”. Inclusive, citou que os demais candidatos também falaram sobre a necessidade de mudanças nos percentuais.

Ao reconhecer o trabalho dos demais órgãos, o secretário lembrou que “os investimentos dos outros poderes não obedecem o mesmo patamar de necessidade de investimento do Executivo”. Sobre a Udesc, “um dos pontos mais críticos”, como o próprio Borba admite, já houve conversas e alinhamento com a reitoria. “Não vamos deixar faltar nada do que a universidade precisa”, disse.

Mais conteúdo sobre

Mais conteúdo