Nem Jesus agradou a todos, mas reforma de Moisés deixou muitos satisfeitos

Conforme antecipado na semana passada pela coluna – após ouvir os 40 deputados –, o projeto de lei complementar apresentado pelo Poder Executivo como reforma administrativa foi aprovado com ampla maioria pela Assembleia Legislativa. Foram 35 votos a favor, em primeira votação, e 34, em segunda. Os deputados entregaram o trabalho nessa quarta-feira (23), com antecedência de um dia ao que estava previsto no cronograma previamente estabelecido. Um feito, se compararmos com o momento de crise vivido em Brasília entre Congresso e Presidência.

Leia mais:

Carlos Moisés – Marco Santiago/ND

A piada que circulou nos bastidores é que nem Jesus Cristo agradou a todos, então não seria Moisés quem agradaria. Porém, o texto aprovado deixou tanto governistas quanto parlamentares bastante satisfeitos. O Executivo passou pelo primeiro grande teste. Certamente, virão provas de fogo maiores. Os deputados estaduais foram sensíveis ao fato de que Carlos Moisés (PSL) recebeu mais de 70% dos votos no segundo turno. Daqui para frente, outras batalhas virão. Num cenário político tão diferenciado, a prudência determina que as análises sejam feitas caso a caso. Política à parte, o fundamental agora é que o resultado possa começar a ser sentido pelo cidadão.

Nem Jesus agradou a todos, mas reforma de Moisés deixou muitos satisfeitos

Mauro de Nadal e Julio Garcia - Fábio Queiroz/Agência AL/ND

Mauro de Nadal e Julio Garcia - Fábio Queiroz/Agência AL/ND

Mauro de Nadal e Julio Garcia - Fábio Queiroz/Agência AL/ND

Mauro de Nadal e Julio Garcia - Fábio Queiroz/Agência AL/ND

Mauro de Nadal e Julio Garcia - Fábio Queiroz/Agência AL/ND

Mauro de Nadal e Julio Garcia - Fábio Queiroz/Agência AL/ND

Deputados em plenário - Fábio Queiroz/Agência AL/ND

Deputados em plenário - Fábio Queiroz/Agência AL/ND

Kenedy Nunes - Fábio Queiroz/Agência AL/ND

Kenedy Nunes - Fábio Queiroz/Agência AL/ND

Luiz Fernando Vampiro e Moacir Sopelsa - Fábio Queiroz/Agência AL/ND

Luiz Fernando Vampiro e Moacir Sopelsa - Fábio Queiroz/Agência AL/ND

Galerias - Fábio Queiroz/Agência AL/ND

Galerias - Fábio Queiroz/Agência AL/ND

Salerias - Fábio Queiroz/Agência AL/ND

Salerias - Fábio Queiroz/Agência AL/ND

Moacir Sopelsa, Valdir Cobalchini e Marcius Machado - Fábio Queiroz/Agência AL/ND

Moacir Sopelsa, Valdir Cobalchini e Marcius Machado - Fábio Queiroz/Agência AL/ND

João Amin - Fábio Queiroz/Agência AL/ND

João Amin - Fábio Queiroz/Agência AL/ND

Luciane Carminatti e Milton Hobus - Fábio Queiroz/Agência AL/ND

Luciane Carminatti e Milton Hobus - Fábio Queiroz/Agência AL/ND

Maurício Eskudlark e Ada de Luca - Fábio Queiroz/Agência AL/ND

Maurício Eskudlark e Ada de Luca - Fábio Queiroz/Agência AL/ND

Paulinha e Kenedy Nunes - Fábio Queiroz/Agência AL/ND

Paulinha e Kenedy Nunes - Fábio Queiroz/Agência AL/ND

Romildo Titon - Rodolfo Espínola/Agência AL/ND

Romildo Titon - Rodolfo Espínola/Agência AL/ND

Marcius Machado, Maurício Eskudlark e Moacir Sopelsa - Rodolfo Espínola/Agência AL/ND

Marcius Machado, Maurício Eskudlark e Moacir Sopelsa - Rodolfo Espínola/Agência AL/ND

Mais conteúdo sobre

Mais Conteúdo