Pelas novas regras de Jair Bolsonaro, apenas seis municípios de SC ficarão no Mais Médicos

Atualizado

Apenas seis municípios catarinenses se encaixam nos novos critérios estabelecidos para o programa Mais Médicos: Água Doce, Campo Erê, Lebon Régis, Major Vieira, Presidente Nereu e Vitor Meireles. Os detalhes estão em edital publicado na sexta-feira (10), no “Diário Oficial” da União.

Mudança no Mais Médicos pode fechar 436 vagas e impactar R$ 140 milhões por ano em SC

Por meio de nota, a Fecam (Federação Catarinense de Municípios) expressou que “não aceita os critérios estabelecidos no edital”. Alertou que a nova política “desconsidera a realidade da saúde catarinense e causará consequências desastrosas”. É “inaceitável, incompreensível e merece a pronta reação”.

Critério estabelecido pelo governo Bolsonaro inviabiliza Mais Médicos em SC, diz prefeito

Também na nota, a Fecam avalia que as novas normas não condizem com o discurso de “Menos Brasília e mais Brasil”, pregado durante a campanha pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Mais conteúdo sobre

Mais Conteúdo