Quem usou e quem não usou o Fundo Eleitoral para chegar ao Senado; votação será quarta

O Congresso Nacional deve votar na quarta-feira (21) o aumento em quase R$ 2 bilhões do Fundo Eleitoral. Levantamento feito no site do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) mostra que Esperidião Amin (PP), Lucas Esmeraldino (PSL), Paulo Bauer (PSDB) e Raimundo Colombo (PSD) abriram conta para receber o Fundo Eleitoral na última campanha.

Entre os mais votados, o único que não abriu conta e não recebeu recursos do Fundo Eleitoral foi o agora senador Jorginho Mello (PL). Aliás, Jorginho já declarou voto contra o aumento. O senador Dário Berger, que concorreu ainda sob as regras antigas de financiamento, em 2014, também anunciou voto contra. Esperidião Amin ainda não apresentou posicionamento.

Dário, Amin e Jorginho, os três senadores de SC – Pedro França/Agência Senado/ND

Mais conteúdo sobre

Mais Conteúdo