Sob risco de expulsão, Campagnolo e Jessé serão investigados pelo Conselho de Ética do PSL

Atualizado

Os deputados estaduais Ana Caroline Campagnolo e Jessé Lopes, ambos do PSL, terão suas condutas analisadas pelo Conselho de Ética do comando nacional do partido. A informação foi confirmada pelo presidente estadual da sigla, o deputado federal Fabio Schiochet.

Jessé Lopes e Ana Campagnolo – Reprodução/ND

Conforme Schiochet, a Executiva Nacional do PSL recebeu “de filiados e simpatizantes” o pedido para “investigação de inúmeras publicações”, consideradas pelos denunciantes como “vexatórias”, contra o governador Carlos Moisés. “Dentre elas, publicações contendo charges, comentários, vídeos e outras manifestações” de suposta autoria dos deputados Jessé Lopes e Ana Caroline Campagnolo”.

Antes de qualquer expulsão, que pode ser a medida mais drástica, a direção estadual do PSL “aguardará a decisão do Conselho de Ética”.

Schiochet destacou, também, que “por ora, não houve nenhuma manifestação ou pedido do governador sobre os casos noticiados, tampouco pedido de expulsão dos envolvidos”.

Carlos Moisés, que disse ao jornal “Folha de S.Paulo” que o “gesto da arminha” era uma “sandice”, procura, cada vez mais, se distanciar da onda Bolsonaro que garantiu a sua eleição.

Dentro do partido, o objetivo é contornar a situação para que os deputados não sejam expulsos.

Mais Conteúdo