Cacau Menezes

Apaixonado pela sua cidade, por Santa Catarina, pelo seu país e pela sua profissão. São 45 anos, sete dias por semana, 24 horas por dia dedicados ao jornalismo

Santa Catarina para quem quer amá-la e cuida-la

Foto: Defesa Civil/Divulgação

Nosso Estado, equivalente a pouco mais de um por cento do território nacional, é uma terra privilegiada. Mar, montanha, sol e praia, frio e neve, peixes e carnes, frutas, hortaliças, mel e pinhão. Cachaça, cerveja e vinho artesanal. Tecnologia e cidadania. Quando precisou ligar a Ilha ao Continente, surgiu Hercílio Luz. Quando foi preciso organizar o campo, avicultura e suinocultura, eletrificação e telefonia, surgiu Celso Ramos com o melhor time de assessores de todos os tempos, entre eles Alcides Abreu e Glauco Olinger. E assim foi e tem sido. Santa Catarina teve governadores ligados na educação, artes e cultura. Outro que ligou SC ao mundo, outros que construíram as duas pontes de concreto.

Teve também uns chegados nas fraudes, na forma de letras ou incentivos fiscais.
O fato é que nosso Estado caminha sozinho. É uma potência econômica. Criativo, divertido e multifacetado.
Agora, nesta fase de seu desenvolvimento, precisa de atenção ambiental, proteção das fontes de água, políticas públicas de transportes coletivos, reorganização agrária, elevação do padrão educacional.
Quem souber fazer, que faça. Senão, melhor ficar quieto e não estragar!

Mais Conteúdo