Ato na Capital lembra os 11 meses do assassinato de Marielle Franco

Cartaz de convocação: Marielle é símbolo da luta por justiça, direitos, democracia e respeito - Divulgação'
Cartaz de convocação: Marielle é símbolo da luta por justiça, direitos, democracia e respeito – Divulgação’

#8Marielle: Vivas, livres e resistentes! Esse é o evento programado para esta quinta-feira, 14/2, promovido pelo coletivo 8M SC, a partir das 16h, com concentração no Ticen e caminhada até a Escadaria do Rosário. O ato vai assinalar os 11 meses do assassinato da vereadora Marielle Franco, do Rio de Janeiro. E será preparatório para o Dia Internacional da Mulher, 8 de março. O objetivo é denunciar as violências cometidas contra as mulheres e exigir justiça. “Denunciamos os assassinatos de lutadoras do povo e os feminicídios cotidianos que matam centenas de nós”, dizem as organizadoras no texto de convocação. “Denunciamos o capitalismo e o patriarcado, a retirada de direitos e as violências deste governo conservador, racista, misógino e machista que ocupa hoje o poder no Brasil. Defendemos a democracia, a soberania popular, os territórios e as populações negra, indígena e LGTGBI+ Nos queremos vivas!”.
A partir das 18h30, as(os) participantes sairão em marcha até o Sinte, onde acontecerá um evento, a partir das 19h, sobre “Lesbofobia, feminicídios e violências contra as mulheres”, organizado pela Marcha Mundial das Mulheres.

Mais Conteúdo