Rapaz alega que ex se jogou embaixo do carro e é liberado pela Justiça em Florianópolis

Atualizado

O jovem de 19 anos que teria atropelado, de propósito, a ex-namorada de 22 anos no centrinho da Lagoa da Conceição, em Florianópolis e fugido do local do crime foi preso e disse na polícia que a garota não admitia o fim do relacionamento e por isso se jogou embaixo do carro dele, um Honda Civic preto. Com lesões na cabeça e pelo resto do corpo, ela foi levada para o Hospital Celso Ramos e ainda não prestou depoimento. O fato ocorreu na madrugada de domingo.

O condutor foi autuado em flagrante e liberado na audiência de custódia porque a Justiça entendeu que não estava presente nos autos a justificativa do artigo 312 do Código de Processo Penal – falta de provas e de indício suficiente de autoria. A mãe da vítima, Cynthia Schenato, 50, não  acredita no depoimento do ex-namorado da filha e questiona porque ele fugiu.

Nesta terça-feira (11), Cynthia vai à Dpcami (Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso) requisitar uma medida protetiva, impedindo a aproximação do ex-namorado junto a garota. “Tenho um áudio de uma colega de minha filha que conta como ocorreu o acidente.  Houve duas tentativas. Na primeira, as colegas puxaram minha filha. E na segunda ele a atropelou”. Cynthia disse que vai levar o áudio para a polícia.

A garota  estava com as amigas na Lagoa da Conceição quanto foi atropelada. A mãe lembrou  que o namoro terminou semana passada.  “Houve estresse sim, com ele querendo a reconciliação. Se ela tivesse se jogado embaixo do carro, embora isto não tenha acontecido, ele deveria socorrê-la. Afinal, onde está o sentimento, já que ele era namorado dela?”. Cynthia contou que a filha ainda não em condições de falar.  A ocorrência foi repassada para a 5ª Vara Criminal do Fórum do Estreito, que apura crime de trânsito.

Mais Conteúdo