Os animais de rua e a confusão no trânsito

A situação dos animais de rua é muito mais complicada do que parece. Vejo o caso dessa senhora, no bairro Carvalho, em Itajaí, que cuida de mais de 80 animais e, na semana passada, foi alvo da fiscalização da Famai, a pedido do Ministério Público. Essa senhora precisa de ajuda. O que nós sabemos é que pode até faltar comida para ela, mas para os animais não falta.

Ajuda e orientação

Foram encontrados onze animais doentes no local. A proporção de animais doentes é pequena, se considerarmos que ela cuida de mais de oitenta. Não sou contra a fiscalização, mas essa senhora precisa é de ajuda e orientação para continuar cuidando desses animais. Não dá para achar que está tudo errado e simplesmente soltar os animais na rua. E é preciso educar a população, pois se estes animais estão na rua é porque alguém os abandonou.

Atenção no trânsito

Ninguém duvida que as blitz e a manutenção da pintura da sinalização de trânsito são importantes, mas é preciso um pouco de organização para que essas atividades não atrapalhem o tráfego dos veículos nos horários de grande movimento. A rodovia Osvaldo Reis, que liga Itajaí e Balneário Camboriú, comumente é palco desse tipo de ação, que atrapalha o trânsito por pura falta de planejamento e bom senso. No caso das blitz, é preciso atender os carros parados para averiguação sem que isso atrapalhe o restante dos motoristas. E no caso das pinturas de sinalização, basta fazer isso nos horários com menor tráfego, quem sabe à noite. Fica a dica.

Mais Conteúdo