Uma chance para fazer o certo

Muita calma nessa hora

É necessário que as pessoas envolvidas na elaboração desse edital de concessão e também no futuro contrato com a empresa vencedora da concorrência estejam atentas aos mínimos detalhes para evitar brechas que permitam à empresa prestar o serviço de qualquer jeito impunemente. As cláusulas de multa e rescisão por descumprimento dos termos do contrato devem ser claras e com previsão de sanções severas.

Frustração

Se o contrato permitir que a empresa preste o serviço de qualquer jeito, em vez de uma solução para a situação deplorável do transporte na cidade, teremos mais motivos para que a população se revolte. Afinal de contas, esses contratos de concessão são de longa duração e uma nova oportunidade para solucionar o problema só aparecerá depois de muito tempo.

Divulgação

Novo contrato de concessão deve ser rígido com empresa concessionária

Manutenção

O projeto prevê construção de quatro terminais e construção de novos pontos de ônibus. Também precisa ficar bem amarrado no contrato a questão da manutenção dessas estruturas. Não basta apenas construir o ponto de ônibus. Ele precisa ser funcional, confortável e proteger de verdade as pessoas nos dias de chuva. Além disso, é preciso manutenção permanente. Ou corremos o risco de ver todo esse investimento  ir por água abaixo.

Manifestações

Navegantes tem uma oportunidade de fazer o certo e não pode desperdiçar. O Brasil foi para a rua pedindo mudanças no transporte coletivo. Passe livre e mais qualidade no serviço. Tomara que o prefeito Roberto Carlos de Souza tenha entendido esse recado das ruas e que, com a ajuda de seus técnicos e assessores, consiga implantar na cidade um sistema de transporte que sirva de modelo para as demais administrações no Brasil.

Será que será?

É bom relembrar. A proposta de Navegantes prevê a implantação do sistema de integração com quatro terminais. Você, que mora em Itajaí, já não viu esse filme? Será que Navegantes vai integrar o transporte coletivo antes de Itajaí? Eu não duvido de mais nada.

Mais Conteúdo