Novamente a Chapecoense entrou sonolenta em campo na derrota para o Avaí

Depois de seis vitórias consecutivas sobre o adversário a Chapecoense não conseguiu segurar ontem o Avaí na Ressacada e acabou perdendo por 2×1.

O Avaí estava há seis jogos sem vencer, mas mereceu a vitória sobre tudo no primeiro tempo quando foi muito superior. No segundo tempo a Chapecoense melhorou, descontou com Bruno Rangel e no final quase empatou, mas infelizmente o empate não ocorreu e o Verdão amargou mais uma derrota fora de casa.

Depois de duas boas vitórias em casa sobre o Vasco da Gama e o Grêmio se criou uma expectativa de que a Chapecoense pudesse voltar de Florianópolis com um resultado positivo, mas não foi isso que aconteceu. Infelizmente mais uma derrota.

A Chapecoense jogou até agora seis partidas fora de casa sendo cinco derrotas e apenas uma vitória. Muito pouco. Aproveitamento muito baixo fora de casa. A campanha se mantém boa em função do ótimo aproveitamento dentro de casa. Precisa melhorar urgente fora de casa.

Ontem de novo o time entrou sonolento em campo e em 20 minutos tomou 2×0. Os próprios jogadores da Chapecoense reconheceram que o time entrou sonolento no primeiro tempo e essa não foi à primeira vez. Será que no próximo jogo domingo que vem contra o Atlético/PR em Curitiba vão entrar sonolentos em campo de novo? Daí não da né gente?

No segundo tempo a Chapecoense até melhorou, voltou melhor, descontou logo aos dois minutos através de Bruno Rangel, mas depois disso não teve forças para pelo menos empatar e acabou perdendo para um time que não havia vencido nas suas últimas seis partidas. Uma pena. Era jogo para pelo menos empatar.

Menos mal que os demais concorrentes também não venceram e a Chapecoense pelo menos se manteve na 9ª colocação na tabela de classificação com 19 pontos, porém, agora há sete pontos do G-4, aumentou a distância que era de quatro pontos e diminuiu a diferença para a zona de rebaixamento que antes era de nove pontos e agora caiu para seis pontos. Vamos em frente que domingo que vem tem mais uma pedreira contra o Atlético/PR em Curitiba.

Mais Conteúdo