Vitória muito merecida da Chapecoense sobre o Grêmio

Tivemos mais uma festa completa ontem na Arena Condá com a vitória da Chapecoense sobre o Grêmio por 1×0. Resultado muito merecido e que premiou a equipe mais competente ao longo do jogo.

O Grêmio valorizou muito a vitória da Chapecoense, mas a vitória ficou em muito boas mãos. Novamente o Verdão do Oeste mostrou sua força dentro de casa diante de um clube de Porto Alegre.

O time da Chapecoense jogou conforme o jogo exigia, ou seja, aliando garra, raça, força, entrega, organização e competência, além de uma pitada de sorte no primeiro tempo.

O grande momento do Grêmio no jogo foi no primeiro tempo quando no mesmo lance mandou duas vezes a bola na trave, ou melhor, a primeira na trave direita do Danilo com o Pedro Rocha e a segunda no travessão num chute por cobertura do Marcelo Oliveira. Ali a sorte esteve do lado da Chapecoense, mas a sorte acompanha os competentes não é mesmo?

No segundo tempo apesar da posse de bola e volume de jogo o Grêmio não criou uma única grande chance para marcar, até tentou atacar, mas parou na eficiência do sistema defensivo da Chapecoense que mais uma vez teve grande atuação.

Assim sendo restava a Chapecoense buscar o resultado e para isso corretamente o técnico Vinícius Eutrópio colocou em campo no mesmo momento Maranhão e Tiago Luis. Maranhão em jogada individual pela direita sofreu falta que acabou ocasionando o gol da vitória.

Na cobrança Cleber Santana colocou tipo com a mão a bola na cabeça de Bruno Rangel que marcou um golaço de cabeça bem ao seu estilo. Gol de quem está pedindo passagem no time titular e voltando a velha e boa forma. Esse tem estrela.

Vinícius Eutrópio foi novamente muito feliz na escalação do time, na maneira do time jogar, marcando muito forte, mas sem abrir mão de atacar e foi correto nas alterações. A vitória passou muito pelas suas escolhas que foram absolutamente corretas de acordo com o que o jogo exigia.

Cleber Santana virou o maestro do time da Chapecoense. Esse sabe o que faz com a bola nos pés. Jogou muito futebol, comandou o time e de novo cobrou falta com precisão na hora do gol. Tem sido importantíssimo neste bom momento que vive a Chapecoense. Mais um acerto da diretoria na sua contratação.

E assim vivemos mais uma noite de luxo na Arena Condá que mesmo com o mau tempo recebeu perto de 14 mil torcedores. Tudo saiu perfeito. Desde a organização do jogo para as duas torcidas, com o time fazendo a sua parte dentro de campo e o torcedor a sua nas arquibancadas. Foi uma festa linda. Todos estão de parabéns.

Mais Conteúdo