Esplanada

Leandro Mazzini é jornalista, escritor e pós-graduado em Ciência Política pela UnB. Iniciou carreira em 1994 e passou pelo Jornal do Brasil, Gazeta Mercantil, Correio do Brasil, Agência Rio, entre outros. O blog é editado por Mazzini com colaboração de Walmor Parente e equipe de Brasília, Recife e São Paulo.

Estados arrocham empresários sem trégua para impostos

A maioria dos Estados, que continuam com o pires nas mãos em Brasília atrás de verbas da União, ainda não se alinhou à realidade e continua a cobrar impostos das empresas. O Governo federal prorrogou o DAS que abrange PIS, COFINS, CSLL, IRPJ.

O Governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), tomou a frente da proposta e abriu janela para um REFIS amplo. A turma da capital vai ter alívio no saldo.

Cadeado

Os bancos restringiram as operações de compra de dólar de clientes, com a moeda nas alturas. A maioria das instituições só compra de clientes para quem vendeu.

Tela no azul

A crise na economia parece pegar as emissoras em cheio. Fato que parece não atingir a Record TV, que publicou seu balanço 2019 com crescimento de receita.

Manda aí!

O governador Wellington Dias (PT), do Piauí, se antecipou. Garantiu para o Estado bom estoque de medicamentos à base de cloroquina e hidroxicloroquina.

Todo cuidado

A vigilância sanitária do DF publicou a Nota Técnica 11/2020 que proíbe as drogarias de fazer testes laboratoriais remotos, incluíndo o de Covid-19, mesmo que atendam à RDC 302/05 da Anvisa. Mas a própria agência nacional ainda não definiu regras claras para novos testes como esse do covid, cujas tratativas começaram ano passado.

Pelas normas da ANVISA, as farmácias podem oferecer serviços – mediante atuação de farmacêuticos – de aferição de parâmetros fisiológicos (pressão arterial e temperatura corporal) e bioquímicos (glicemia capilar). Sabem que Covid ainda não podem fazer.

Desafio da vida

O Governo está atento a um cenário tenebroso e o Ministério de Direitos Humanos intensifica um programa de conscientização para a popualação. Há dados oficiais em mãos do Palácio de que é alto o número de suicídios na Europa, em especial na Itália.

Mayday

O alerta de mayday (bordão usado por pilotos em situação de risco em voo) chegou à categoria dos pilotos e comissários. São cerca de 60 mil em todo o Brasil, em situação financeira difícil com 80% das operações paradas. O Sindicato Nacional dos Aeronautas pede ao Congresso e ao Governo para liberar o saque do FGTS para a categoria. Via emenda à MP 927/20 que tramita.

Fim das regalias

As regalias dos ex-presidentes da República estão ameaçadas em meio à pandemia do coronavírus. Você viu algum ex-presidente da República anunciar que vai abrir mão das regalias às quais têm direito como cota de contribuição? Nós também não. Mas a deputada Paula Belmonte (Cidadania-DF) atentou para isso.

“Em meio ao que estamos vivendo, é inadmissível que o cidadão, trabalhador, custeie essas benesses sem qualquer interesse público envolvido”, diz a parlamentar, que apresentou projeto para tesourada nos benefícios.

Ex-presidentes (Collor, FHC, Lula, Dilma, Temer, Sarney) têm direito a carros com motorista e seguranças, além de seis assessores e passagens aéreas. Só em 2019 foram R$ 4,5 milhões dos cofres públicos.

Zerou

A CAMEX zerou ontem Imposto de Importação de mais 41 produtos que ajudam a combater o Covid-19; Zinco, vitamina D e insumos para fabricação de respiradores e ventiladores pulmonares estão contemplados.

Malha, povo

O brasileiro está malhando mais em casa nessa crise. Levantamento interno do Mercado Livre constatou que a categoria Fitness & Musculação registrou aumento de 132% no comércio eletrônico no portal em março, em relação a fevereiro.

Médicos no front

Mais de 30 faculdades de Medicina – 10 delas públicas – aderiram à plataforma de ensino online da Afya Educacional, que prepara alunos do 5º e 6º anos (Internato) para provas de residência médica. Mais de 4 mil alunos usam o banco gratuito de dados.

Reconhecimento

Um dos mais reconhecidos jornalistas de Brasília, Ugo Braga, que comanda a Secom do Ministério da Saúde, sofre agressão gratuita de quem cobiça a pasta por motivações políticas. Com bom trânsito na Esplanada, seu histórico o blinda de malfeitores.

Mais Conteúdo