Esplanada

Leandro Mazzini é jornalista, escritor e pós-graduado em Ciência Política pela UnB. Iniciou carreira em 1994 e passou pelo Jornal do Brasil, Gazeta Mercantil, Correio do Brasil, Agência Rio, entre outros. O blog é editado por Mazzini com colaboração de Walmor Parente e equipe de Brasília, Recife e São Paulo.

PF escala melhores peritos para investigar vazamento

Atualizado

A Polícia Federal escalou seus melhores peritos de tecnologia e delegados e já está atrás de quem violou os dados do celular do procurador Deltan Dallagnol ou do ministro da Justiça, Sérgio Moro. Há suspeita de hacker, arapongagem profissional ou pessoa próxima que teve acesso e quis lucrar com as informações. Tudo é levado em conta.

Até uma possível conexão com a escuta ambiental instalada debaixo da mesa do então ministro Joaquim Barbosa, do STF, descoberta desativada pelo sucessor no gabinete, ministro Luís Roberto Barroso, conforme a Coluna revelou em 2015. Barbosa, como se sabe, foi relator da AP 470, o Mensalão do PT, e incomodou muitos poderosos.

Os peritos da PF são elogiados pelo FBI e Interpol, e fazem intercâmbios constantes – para ensinar também. As próximas semanas serão dignas de script de filme de ação.

A empresa que criou o Telegram alega que o aplicativo é inviolável, mas indicou que terceiros podem ter tido acesso aos celulares. Cresce a teoria de que um deles vacilou.

O Palácio se mobiliza para apresentar uma emenda ao Código Penal que endureça penas contra crimes de invasão de aplicativos de celular e divulgação. A lei está defasada.

Guerra milenar

A presidência da Câmara Federal cancelou sessão solene em homenagem ao Dia de Jerusalém que a comunidade árabe em Brasília faria hoje na Casa, a pedido do deputado Evandro Roman (PSD-PR).

A direção da Câmara informou à Coluna apenas que “será realizada em momento oportuno”, mas fontes informam que foi forte a pressão de judeus amigos do Governo contra a sessão.

Participariam os embaixadores do Estado da Palestina e do Irã no Brasil. Como notório, o presidente Jair Bolsonaro decidiu abrir um escritório diplomático da Embaixada do Brasil em Israel na cidade de Jerusalém, em homenagem aos judeus – que disputam com os palestinos a milenar cidade como sua capital.

Muro jurídico

Caso o ministro da Justiça, Sérgio Moro, queira se afastar da política para advogar, terá um paredão regimental pela frente, para conseguir a eventual carteirinha da Ordem dos Advogados do Brasil. É que a OAB aprovou, ano passado, um provimento que dá condições da entidade de barrar o ingresso de quem tenha desrespeitado prerrogativas.

Moro é suspeito de prevaricação como juiz federal ao se meter a dar recados e orientações à Força Tarefa da Lava Jato, conforme revelado pelo site The Intercept.

A fragilidade de Sérgio Moro hoje é tudo o que a criminalidade queria. Lula da Silva, com todas as provas contra ele, sai de inocente; os bandidos do Congresso travam o pacote anticrime do ministro; os bandidos da Lava Jato ganham fôlego e argumentos para deixar o então juiz sob suspeição; e o caso ameaça tirar Sérgio Moro do STF – onde uma turma de togados adora censurar e perseguir jornalistas.

Dia dos namorados

O Portal Sugar Mommies ofereceu assinatura Platinum vitalícia para a ministra dos Direitos Humanos, Damares Alves, tentar arrumar um par. Vai economizar mensalidade é de R$ 799. Recentemente, ela revelou que procurava um amor.

Crianças do Brasil

Dados do Ministério Público do Trabalho: nos últimos quatro anos, foram registradas 21.551 denúncias de exploração do trabalho infantil no País.

Mais conteúdo