Fabio Gadotti

Comportamento, políticas públicas, tendências e inovação. Uma coluna sobre fatos e personagens de Florianópolis e região.

Alesc aprova nota de repúdio por tratamento dado por secretário a deputado estadual

Atualizado

Deputado estadual Valdir Cobalchini – Foto: Eduardo Guedes/Agência AL/ND

A mesa diretora da Alesc divulgou nesta quarta-feira (5) uma nota de repúdio ao secretário de Infraestrutura e Mobilidade do Estado, Carlos Hassler.

O motivo é o “tratamento dispensado ao deputado estadual Valdir Cobalchini”, do MDB, que foi impedido de participar de uma audiência quando acompanhava o prefeito de Pinheiro Preto, Pedro Rabuske, nesta terça-feira, na sede da secretaria, em Florianópolis. O episódio foi relatado com exclusividade pela coluna na edição de terça.

“Quando impediu um parlamentar catarinense de participar de uma audiência em órgão público, o secretário não cometeu somente uma grave indelicadeza com um deputado que, inclusive, já comandou com êxito reconhecido aquela secretaria”, afirma o texto.

“Também feriu um dos pilares da democracia, que prevê a representatividade do cidadão por seus parlamentares”, complementa a mensagem, assinada pelo presidente Julio Garcia (PSD) e demais integrantes da mesa da Alesc.

O assunto repercutiu na sessão desta quarta-feira. “Quando o prefeito foi chamado, como sempre faço, adentrei ao gabinete espaçoso do secretário e ele se disse surpreso com minha presença e enfatizou que o assunto era entre Estado e município e que, portanto eu era um estranho, embora conhecendo o tema.

O secretário pediu que me retirasse, o que fiz”, contou Cobalchini na tribuna. “Ninguém é obrigado a ser político ou técnico, mas todo homem que exerce uma função pública tem de ter um mínimo de respeito e de educação. Ele não teve educação. Espero que o governador tome alguma atitude em relação a este ato, que não estamos acostumados a presenciar no estado”, afirmou Júlio Garcia.

Nos bastidores, as conversas são no sentido de que o episódio coloca em xeque a permanência do titular da Infraestrutura no governo. Pela assessoria de comunicação da secretaria, Carlos Hassler disse que não irá se manifestar sobre o assunto.

Mais conteúdo sobre

Mais Conteúdo