Fabio Gadotti

Comportamento, políticas públicas, tendências e inovação. Uma coluna sobre fatos e personagens de Florianópolis e região.

Câmara de São José será primeira a adotar sistema de votação criado pelo Senado

Sistema permite que parlamentares registrem os votos por meio de um aplicativo instalado no computador ou no aparelho de celular – Foto: interlegis/Divulgação/ND

A partir desta terça-feira (31) o Interlegis (Instituto Legislativo Brasileiro) vai implementar o SDR (Sistema de Deliberação Remota) nas câmaras de vereadores e assembleias legislativas de todo o país.

O sistema foi desenvolvido pela Secretaria de Tecnologia da Informação (Prodasen), a pedido da secretaria-geral da do Senado.

A Câmara de São José será a primeira do país a utilizar o sistema, que permite o registro dos votos pelos parlamentares por meio de um aplicativo instalado no computador ou no aparelho de celular.

A confirmação é feita via SMS e uma foto do vereadores é capturada no momento do registro por medida de segurança.

A implantação está mobilizando equipes do Legislativo de São José desde a semana passada.

O presidente, Michel Schlemper (MDB), falou que a expectativa para retomar os trabalhos através da ferramenta é grande pois existe a responsabilidade de auxiliar o Executivo nas ações necessárias ao  enfrentamento da crise atual.

Com o avanço do coronavírus e ainda sem esse sistema Interlegis, por enquanto as câmaras de vereadores têm improvisado soluções técnicas próprias para garantir as votações em meio ao isolamento social.

Mais conteúdo sobre

Mais Conteúdo