Fabio Gadotti

Comportamento, políticas públicas, tendências e inovação. Uma coluna sobre fatos e personagens de Florianópolis e região.

Coronavírus: “Não seremos os mesmos depois da quarentena”, diz psicóloga

Centro de Florianópolis durante o isolamento social para conter o Covid-19 – Foto: Anderson Coelho/ND

Criada em Florianópolis há 13 anos para facilitar o acesso da população mais carente à terapia, a ONG ASSIM (Associação Instituto Movimento) tem feito atendimentos online durante o período de restrições ao convívio social. “Somos seres sociais, precisamos da convivência e da troca com as pessoas”, afirma a presidente, psicóloga Telma Lenzi. Ela espera que depois do confinamento, o mundo evolua mais para “o pensamento social e coletivo e menos para o individual”.

Telma Lenzi – Foto: Divulgação/ND

Por quê o confinamento atual é difícil para as pessoas?
Basicamente porque somos seres sociais. Ao longo da história, a humanidade resolveu os conflitos em tribos. Precisamos da convivência e de trocas com as pessoas. O contato online não substitui a troca presencial, o olho no olho, mas a conexão pela internet está sendo muito importante neste momento.

Quem sofre mais com essa situação?
Isso é muito singular, vai depender do recurso que cada um tem para lidar com a adversidade. Tem pessoas que estão bem, outras em pânico. Mas ninguém passará imune a isso tudo. Não seremos os mesmos depois dessa quarentena. E essa experiência será o que fizemos dela.

O que está chegando a vocês na terapia online?
Chega muita solidão e medo generalizado e ampliado, o que a gente chama de ansiedade: receio da doença, do desemprego, de problemas financeiros etc. É importante manter a saúde mental, que interfere também na saúde física, na imunidade.

Quais serão os reflexos desse período de isolamento?
Como citei antes, ninguém vai sair dessa história igual. Todo mundo vai questionar sua relação com o dinheiro, relacionamentos, intimidade, como usa seu tempo livre. Se o mundo evoluir mais para o pensamento social e coletivo e menos para o individual vai ter valido a pena essa experiência O mundo vai mudar depois do isolamento: mudança de costumes, valores, práticas.

Mais Conteúdo