Fabio Gadotti

Comportamento, políticas públicas, tendências e inovação. Uma coluna sobre fatos e personagens de Florianópolis e região.

CPI ouve secretários de Florianópolis sobre tarifa do transporte coletivo

Atualizado

Ouvidos nesta quinta-feira (8) pela CPI do transporte público, o secretário de Transporte e Mobilidade Urbana, Michel Mittmann, e o adjunto Marcelo Roberto da Silva descartaram a possibilidade de redução da passagem cobrada dos usuários em Florianópolis em pouco tempo.

“Não consigo enxergar uma solução para a tarifa a curto prazo”, disse Michel, que citou as “amarras” do contrato e a necessidade de aprofundar a transparência sobre o sistema e considerar todas as variáveis que podem influenciar no valor.

Um dos objetivos da CPI é destrinchar a forma de cálculo do valor das passagens – Marco Santiago, ND

Diante da informação de que a tarifa é a segunda mais cara entre as capitais, só atrás de Belo Horizonte, Marcelo pontuou que o cálculo leva em conta vários fatores, como os gastos com pessoal. “Os salários dos motoristas e cobradores aqui estão acima da média nacional”, destacou.

Mais conteúdo sobre

Mais conteúdo