Fabio Gadotti

Comportamento, políticas públicas, tendências e inovação. Uma coluna sobre fatos e personagens de Florianópolis e região.

Depois de decisão de Toffoli, defesa pede revogação de prisão de ex-presidente da Epagri

Atualizado

Luiz Ademir Hessmann, ex-presidente da Epagri  – Secom/Divulgação

Com base na decisão do presidente do STF, ministro Dias Toffoli, o advogado Marlon Bertol entrou com reclamação e pedido de liminar para suspender o inquérito policial que tramita na 1ª Vara Federal de Florianópolis, e, determinar a revogação da prisão preventiva do ex-presidente da Epagri, Luiz Hessmann. Ele foi preso durante a Operação Alcatraz, da PF.

O pedido é fruto da decisão monocrática do presidente do STF em favor do senador Flávio Bolsonaro (PSL), que suspende inquéritos em trâmite que foram instaurados sem a autorização da Justiça utilizando dados obtidos junto aos órgãos de controle, a exemplo do Coaf.

Mais conteúdo