Fabio Gadotti

Comportamento, políticas públicas, tendências e inovação. Uma coluna sobre fatos e personagens de Florianópolis e região.

Nova regulamentação para setor audiovisual começa a ser discutida em Florianópolis

Atualizado

Cenas da serie “Submersos”, que foi gravada em Florianópolis – Foto: Divulgação/ND

Uma comissão vai começar a discutir na próxima semana as propostas de atualização da lei do audiovisual de Florianópolis, defasada em relação ao resto do país.

Um dos pontos é a cobrança de ISSQN pelos serviços de streaming, com base no número de assinantes. Isso já vem ocorrendo no Rio Grande do Sul e em São Paulo, por exemplo.

Além disso, a ideia é que a nova regulamentação inclua os games, pólo que vem crescendo na Capital.

O setor também quer a definição de protocolos sanitários que levem em conta a nova realidade trazida pela pandemia da Covid-19 e aguarda a retomada do edital, suspenso temporariamente.

“O audiovisual é importante, estratégico, para a cidade”, enfatiza a produtora Carolina Borges de Andrade, presidente do Funcine (Fundo Municipal de Cinema).

A comissão, oficializada em decreto publicada nesta segunda-feira (4), é formada por Karoline da Silva Grando, Rafael Ricardo Bruxel,  Rafael Poletto
dos Santos, Anderson Carlos Santos de Abreu, Cíntia Domit Bittar,  Alfredo
Westphal Neto, Ricardo Murilo Pereira, Carolina Borges de Andrade, Tiago Santos e Caroline Marin.

Mais Conteúdo