Fabio Gadotti

Comportamento, políticas públicas, tendências e inovação. Uma coluna sobre fatos e personagens de Florianópolis e região.

Projeto de transporte público da Grande Florianópolis passa por adequações

Atualizado

Suderf está construindo o projeto de transporte metropolitano da Grande Florianópolis

O superintendente da Suderf e subchefe da Casa Civil, Matheus Hoffmann, prestou informações ao Ministério Público estadual sobre o andamento do projeto que trata sobre o transporte metropolitano integrado. Ele foi recebido na sexta-feira (17) pelo subprocurador-geral de Assuntos Institucionais, Alexandre Estefani, e pelo promotor de Justiça Fabrício Pinto Weiblen.

Retomado no início do ano passado pelo governo do Estado, o projeto está sendo readequado em função das emendas aprovadas em Palhoça ao projeto-padrão que delega ao Estado a celebração dos convênios necessários à implantação do sistema. As mudanças inviabilizariam a inclusão do município na rede integrada.

O prefeito Camilo Martins (PSD) disse à coluna que recebeu só na última quarta-feira o texto com as modificações que foram feitas pela Câmara no final de dezembro. As emendas, segundo ele, serão analisadas pela assessoria jurídica para análise de constitucionalidade.

Camilo disse que terá uma reunião com os vereadores na próxima quarta-feira com o objetivo de resolver a questão. Ele pode decidir pela sanção integral, veto total ou rejeição apenas das emendas legislativas. Se optar pela última alternativa, o prefeito garante a participação da cidade no “consórcio”, mas precisará administrar um problema político com o Legislativo.

Com ou sem Palhoça, depois dessa fase de ajustes deverão acontecer as assinaturas dos convênios de cooperação e dos contratos de programa com as prefeituras participantes. No final do cronograma será lançado o edital do processo licitatório do transporte coletivo metropolitano.

Mais Conteúdo