Fabio Gadotti

Comportamento, políticas públicas, tendências e inovação. Uma coluna sobre fatos e personagens de Florianópolis e região.

Resolução que prevê multas para ciclistas e pedestres é criticada em Florianópolis

Atualizado

A resolução do Conselho Nacional de Trânsito que prevê multas a pedestre e ciclistas – e que começa a ser aplicada no dia 1º de março – é criticada pelo presidente da Amobici (Associação Mobilidade por Bicicleta e Modos Sustentáveis), Luis Antonio Schmitt Peters.

“A aplicação de multas acaba se convertendo em mais um fator de desincentivo ao uso desses modos de locomoção”, afirma Peters, que classifica pedestres e ciclistas como “os elementos mais vulneráveis do trânsito”. Eventuais infrações cometidas por eles, segundo o ativista, “já resultam em riscos acentuados de lesão e morte”.

Além disso, o integrante do Conselho Nacional de Ciclistas acredita que “o problema do trânsito no Brasil não será nem de longe modificado para melhor com a punição de pedestres e ciclistas, nem sob o ponto de vista da fluidez, nem sob o ponto de vista da segurança viária”.

A regulamentação que está prestes a entrar em vigor prevê, por exemplo, multa ao pedestre que atravessar fora da faixa de segurança e ao ciclista que pedalar sem as mãos ou trafegar na contramão da pista dos carros. As normas estavam previstas para valer em abril do ano passado, foram adiadas para dar tempo aos órgãos de trânsito.

Mais Conteúdo