Fabio Gadotti

Comportamento, políticas públicas, tendências e inovação. Uma coluna sobre fatos e personagens de Florianópolis e região.

Restaurada, Casa de Câmara e Cadeia terá museu tecnológico e interativo

Atualizado

Quatro anos depois do início das obras, marcadas por várias interrupções, foi entregue nesta sexta-feira (14) a restauração da antiga Casa de Câmara e Cadeia, na praça 15, em Florianópolis. A partir de agora, começa a contagem regressiva de seis meses para a implantação do Museu da Cidade, que será implantado e administrado pelo Sesc (Serviço Social do Comércio). Uma das principais marcas do novo museu, segundo o diretor regional do Sesc Santa Catarina, Roberto Anastácio Martins, será a tecnologia. “O projeto é totalmente interativo”, afirmou Martins, durante a cerimônia oficial de entrega da chave do prédio histórico, na sexta-feira.

Além de ressaltar a importância da entrega da recuperação da obra física, o prefeito Gean Loureiro (MDB) falou sobre a entrega do prédio como símbolo para o processo de requalificação do centro histórico, que envolve também entidades da sociedade civil e iniciativa privada. Na mesma linha, o ministro do Turismo, Vinícius Lummertz, falou sobre a “humanização” do centro. “É um passo para consolidação de um ambiente criativo para a produção de arte”, complementou Lummertz

A partir de agora, o Sesc começa a execução do projeto museológico, compra dos equipamentos e contratação de equipes, com investimento de R$ 4 milhões. A previsão de inauguração do espaço é março de 2019. Antes disso, serão realizadas algumas programações pontuais para manter o espaço aberto e aproximá-lo da população. O edital de licitação vencido pela instituição prevê uso do espaço público por 20 anos.

Administração municipal entregou o prédio ao Sesc nesta sexta-feira (14) - Cristiano Andujar, divulgação ND
Administração municipal entregou o prédio ao Sesc nesta sexta-feira (14) – Cristiano Andujar, divulgação ND

Mais conteúdo