Fábio Machado

Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.

A Gripe Espanhola de 1918 no futebol Catarinense, Gaúcho, Paulista e Carioca

A GRIPE ESPANHOLA NO FUTEBOL DE 1918

Enquanto o futebol ainda engatinhava aqui em Santa Catarina no ano de 1918 – Avaí e Figueirense nem tinham sido criados, a gripe espanhola já interferia nos andamentos nos campeonatos estaduais em São Paulo, Rio de Janeiro e no Gaúcho. Publicações da época relatavam que os jogadores deveriam se cuidar, se isolar e também que evitassem o contato com pessoas de mais idade. Curiosidade: muitos dirigentes da época foram contra as paralisações das competições, mesmo que ainda não fossem atividades profissionais.

Em setembro a epidemia chegou ao estado de São Paulo. O torneio foi parado por três meses e só continuou com as equipes que realmente tinham alguma chance de títulos. Jogos que não valessem nada, foram descartados. O Paulistano terminou sendo campeão e com o número diferente dos jogos disputados das outras equipes.

O carioca chegou ao seu final, porém o Fluminense que ficou com o título perdeu um jogador que morreu por causa da doença: Archibald French.

Como o Rio de Janeiro era a sede da capital federal, é importante registrar que o presidente do Brasil, Rodrigues Alves também morreu vítima da terrível gripe.

Gauchão Adiado

No dia 18 de maio de 1918, a Federação Gaúcha foi criada. Nada melhor do que então colocar em prática a ideia do primeiro campeonato estadual de futebol. Os participantes já estavam definidos, seriam os campeões das suas ligas: Cruzeiro (campeão porto-alegrense), Brasil (campeão pelotense) o 14 de julho (campeão santanense). Só que a pandemia da gripe espanhola daquele ano adiou para o ano seguinte a realização do campeonato gaúcho. O primeiro título do Gaúcho, em 1919 ficou com o Brasil de Pelotas.

Catarinense

Futebol catarinense na década de 20. – Foto: Acervo Colégio Catarinense

Em 1918, época da gripe espanhola o campeonato catarinense ainda era um sonho – a primeira edição seria realizada em 1924 e conquistada pelo Avaí. Na capital, quatro equipes tinham sido criadas: o Brazilian em 1911; o Anita Garibaldi em 1912, o Humaitá em 1913 e o Palmeiras em 1915. Nenhuma dessas equipes atuou no primeiro estadual (que contou apenas com equipes da capital) e não há registros sobre a interferência direta da gripe no futebol. Até porque o remo era o esporte da moda.

Colégio Catarinense, palco das disputas dos primeiros estaduais – Foto: Acervo Colégio Catarinense

Mais Conteúdo