Fábio Machado

Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.

As chances de queda e de acesso dos times catarinenses nas Séries A e B. Mas já?

As estatísticas sobre as chances de rebaixamento dos clubes catarinenses nos campeonatos brasileiros das Séries A e B entraram na pauta de especialistas e da torcida em geral, muito mais cedo de que em anos anteriores.

É o reflexo do torcedor angustiado com a possibilidade real de queda dos nossos clubes.

Geralmente esses números são buscados para consulta lá na reta final, restando dez rodadas. Nessa temporada, para carimbar as incompetências de todo tipo, o desespero bate à porta na virada do turno para o returno.

Na primeira divisão, a chance de queda do Avaí é de 89,5 % segundo o site da Universidade Federal de Minas Gerais. A Chapecoense vem em seguida com 70,2%.

Na Série B, o momento também não é nada animador para a dupla Figueirense e Criciúma. O alvinegro tem 50% de possibilidades de queda e 0,31% de acesso. O Tigre do sul do estado tem 35% de chances de rebaixamento com apenas 0,75% de chance de retornar à Série A.

Difícil.

Mais conteúdo sobre

Mais Conteúdo