Fábio Machado

Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.

Bom Dia, Avaí! Segunda, 03.06

AVAÍ E A HISTÓRIA REPETIDA

Avaí perde para o Internacional: 2 x 0- Arte/ND

A aventura do Avaí no Campeonato Brasileiro teve mais um capítulo ontem diante do Internacional no estádio Beira Rio. E com um roteiro já bem conhecido pelo seu torcedor. Após um bom primeiro tempo forte na defesa e nulo no ataque, na volta do vestiário, queda física e técnica resultando em mais uma derrota na competição, o que estaciona o Leão da Ilha na zona de rebaixamento. Sensação de limite, de que o treinador Geninho não tem mais o que tirar deste elenco. E que, nem o elenco pode dar uma resposta positiva, até porque no geral falta qualidade. Se joga bem não consegue marcar e quando o time falha coletivamente, abre espaço para o adversário crescer e vencer a partida. Situação difícil que aumenta a pressão e a falta de confiança – do treinador- e dos atletas em campo. Enquanto isso, a torcida aguarda a “loucura” prometida pelo presidente, ou seja, contratações para mudar esta situação.

GENINHO X BATTISTOTTI

Geninho e Battistotti precisam se entender  – Avaí FC/divulgação

O resultado não foi só lamentável durante o jogo de ontem. Antes e depois duas situações mostram sobre o tal “limite” que escrevi no comentário acima. Vamos lá esclarecer. Antes de a bola rolar, o presidente Francisco Battistotti concedeu uma entrevista equivocada e lamentável para uma rádio aqui de Florianópolis. O dirigente avaiano primeiro afirmou que somente os sócios são verdadeiramente avaianos, além de criticar os torcedores que criticam alguns jogadores que não estão rendendo, como Matheus Barbosa, por exemplo. Depois afirmou ser somente o homem da caneta, que dinheiro para contratar, tem. Que “a culpa” é do trio Joceli dos Santos, Marquinhos Santos e do Geninho.

Pois bem, após o jogo o treinador Geninho demonstrou uma certa surpresa ao saber dessa declaração e de que dinheiro para contratar “não é o problema”.  Que domingo infeliz…

GENINHO

Repito: ou contrata, ou mexe nesse grupo de alguma forma ou o rebaixamento chegará em setembro. Há tempo ainda, a pontuação ainda permite reação. Mas é visível que o treinador está no seu limite de tirar algo da equipe e a equipe está no seu limite em produzir algo.

Mais conteúdo sobre

Mais conteúdo